- JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

domingo, 26 de agosto de 2012

JUVENIS»» Benfica derrota Sporting por 4-3 

 A solução estava no banco

Gonçalo Guedes e Diogo David, que entraram na segunda parte, foram os grandes responsáveis pela reviravolta no marcador

Com o Caixa Futebol Campus completamente cheio e com grande parte dos jogadores da equipa principal, incluindo Jorge Jesus, a assistir, o Benfica derrotou o Sporting, pela margem mínima num jogo verdadeiramente espectacular que culminou com a obtenção de sete golos, quatro para os encarnados e três para os leões. A partida, que contava para a segunda jornada da Série D do Campeonato Nacional de Juvenis, foi extremamente competitiva e ao mesmo tempo emotiva, sobretudo pela incerteza quanto ao desfecho final. Na primeira parte, o Sporting entrou melhor e colocou-se na frente do marcador logo aos três minutos por intermédio de João Marques que, de cabeça, correspondeu de forma exemplar a um cruzamento efectuado por Matheus Pereira. Em desvantagem, a equipa encarnada, sob a batuta de Romário Baldé, foi para a frente, e cinco minutos depois, conseguiu chegar à igualdade por João Costa. O encontro decorria de forma equilibrada mas o Sporting mostrava-se mais consistente e aos 21 minutos colocou-se de novo em vantagem desta vez por Hugo Meira, que completamente desmarcado, também de cabeça, apareceu a fazer o segundo golo leonino. Apesar do esforço dos jogadores, Romário Baldé (25’) por parte do Benfica e João Marques (29’) e Lisandro Semedo (32’), pelo lado do Sporting, até ao intervalo o resultado não sofreu alteração.

 Com as alterações introduzidas ao intervalo, a equipa orientada por Renato Paiva entrou na segunda metade mais pressionante mas, curiosamente, seria o Sporting a primeira equipa a criar perigo com Lisandro Semedo a atirar ao poste. A partir daí, o Benfica assumiu por completo as despesas do jogo e num curto espaço de tempo deu a volta ao marcador devido essencialmente à actuação de Gonçalo Guedes e Diogo David que saltaram do banco aos 40 e 58’, respectivamente. Estes, foram, sem dúvida, os grandes responsáveis pela reviravolta da equipa encarnada que da desvantagem de 1-2 passou para uma vantagem de 4-2, em apenas dez minutos. Mesmo ao cair do pano, João Serrano, de livre directo, fez o terceiro golo dos leões.

A opinião dos treinadores:

"Foi um derby cheio de emoções"

Renato Paiva (Benfica): “Fomos extremamente passivos na primeira parte porque deixámos o Sporting jogar à vontade. Na segunda parte a equipa foi atrás do prejuízo e fez uma recta final fantástica. Estamos orgulhosos do espectáculo que demos. Foi um derby cheio de emoções”

"Merecíamos outro resultado"

Luís Pedrosa (Sporting): “Estou satisfeito com o comportamento dos jogadores que estiveram muito bem. Por aquilo que fizemos merecíamos outro resultado porque fomos a equipa que dispôs de maior número de oportunidades de golo. Numa altura em que sentimos algum desgaste, o Benfica fez os golos”.


 FICHA DO JOGO

Campo N.º 1 da Caixa Futebol Campus, no Seixal
Árbitro: José Gomes (Lisboa) Auxiliares: Rogério Correia e Pedro Silva

BENFICA: Rafael Lopes; Isaac Fernandes, Gilson Costa,João Lima, Nelson Feijão (João Coelho, 40’); Pedro Rodrigues (Gonçalo Guedes, 40’), Romário Baldé, João Costa;Hildeberto Pereira, Edson Pires (Diogo David, 58’), Iuri Gomes.
Treinador: Renato Paiva

SPORTING: João Leite; Bernardo Carlos, Bruno Wilson, Hugo Meira, João Serrano; André Marinheiro (Ricardo Santos, 80’), João Marques, José Lúcio (Mamadu Baldé, 58’); José Postiga, Matheus Pereira (Rafael Barbosa, 40’), Lisandro Semedo.
Treinador: Luís Pedrosa

 Ao intervalo: 1-2

 Marcadores: 1-0, João Marques (3’); 1-1, João Costa (8’); 1-2, Hugo Meira (21’); 2-2, Diogo David (70’); 3-2, Diogo David (78’); 4-2, Romário Baldé (80); 4-3, João Serrano (80+3).

 Disciplina: cartão amarelo a João Serrano (4’); João Marques (34’); José Lúcio (42’); Bernardo Carlos (48’); Isaac Fernandes (52’); João Costa (68’); Diogo David (70'), Hildeberto Pereira (77') e Gonçalo Guedes (80+3').

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here