- JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Amora derrota V. Setúbal
no jogo de apresentação aos sócios 

Complexo Carla Sacramento é a nova casa azul e branca. O acordo foi assinado entre a Câmara Municipal do Seixal e o Amora Futebol Clube. Jogo com o Fabril do Barreiro, que se realiza no dia 7 de Outubro, já será disputado naquele espaço desportivo. 

 O Amora Futebol Clube efectuou ontem a apresentação da sua equipa de futebol sénior que esta época vai participar no Campeonato Nacional da 3.ª Divisão, Série E, após ter aceitado o convite endereçado pela FPF devido à desistência de outros clubes. O facto mais saliente da cerimónia foi o protocolo assinado entre o clube e a Câmara Municipal do Seixal para a utilização do Complexo Municipal de Atletismo Carla Sacramento, localizado na freguesia, para a realização de treinos e respectivos jogos, durante a época desportiva de 2012/2013.

 Joaquim Santos, vice-presidente da CM Seixal: 
“É nos momentos difíceis que
as entidades públicas devem dar as mãos”

Joaquim Santos, vice-presidente da autarquia, a propósito disse que “é nos momentos difíceis que as entidades públicas devem dar as mãos. Foi isso que fizemos. Este acordo de colaboração vai permitir que a equipa sénior do Amora possa utilizar um equipamento que é municipal, rentabilizando-o, ainda mais. A vinda do Amora Futebol Clube será uma mais-valia para este complexo desportivo. Para nós, este, é um momento muito importante, porque cimenta uma relação ainda mais forte entre as duas instituições”. O vice-presidente da CM Seixal, falou também da actual situação do Estádio da Medideira e do Projecto Medideira XXI. “Sabemos que a situação do Estádio da Medideira não é a melhor. Até agora não tem sido possível, nem ao Amora nem à Câmara Municipal, encontrar soluções que permitam requalificar aquele espaço, mas é um dos objectivos. E, neste caso, importa salientar o Projecto Medideira XXI, que é extraordinário mas exige avultados meios financeiros para a sua concretização”. E, a concluir, deixou uma palavra de esperança em relação ao futuro: “estamos a desenvolver um trabalho em conjunto no sentido de encontrarmos parceiros que permitam a sua viabilização”.

Manuel Araújo, presidente da Junta de Freguesia: 
“Este complexo será uma mais valia para o clube” 

 Presente na cerimónia esteve também o presidente da Junta de Freguesia de Amora, Manuel Araújo que fez questão de referir que “o acto que estamos a presenciar é de facto o pontapé de saída para uma nova época desportiva que todos desejamos corresponda aos objectivos que o Amora definiu. Sabemos que não estava prevista esta subida de escalão. Portanto, é mais uma responsabilidade acrescida para a direcção e para o clube, mas, pensamos, também, que as condições que este complexo tem poderá ser uma mais valia para o clube. Na época passada tive a oportunidade de acompanhar alguns jogos e todos constatámos as dificuldades que a equipa tinha, devido às condições do relvado. Penso que, feita a contabilidade, obteve mais pontos fora que em casa. Esta é uma oportunidade do Amora dispor de melhores condições de trabalho. Esperamos também que, com esta deslocalização, os sócios e adeptos não se afastem da equipa. Aqui vão ficar mais afastados do relvado mas o importante é que se desloquem para apoiarem e ajudarem o Amora a dignificar a freguesia e o concelho através da obtenção de bons resultados resultados”.

 José Mendes, presidente do Amora:
 “Temos a obrigação de nunca
 nos esquecermos daquilo que nos traz aqui” 

 José Mendes, presidente do clube, por sua vez, começou por agradecer a presença das entidades oficiais para depois salientar a importância da assinatura do protocolo. “Este é um momento que num passado recente, parecia impossível. As palavras do senhor vice-presidente e pelo presidente da Junta de Freguesia foram mais que institucionais porque foram sentidas e proferidas por pessoas que se encontram disponíveis para ajudar. É este o conteúdo que registo e que me motivam ao fim de 12 anos de sacrifícios. Estamos a chegar a uma etapa nova de passar o testemunho a quem possa de facto dar um melhor contributo e aqui temos que falar do Projecto Medideira XXI e do arquitecto José Pequeno”. Mas, voltando ao acordo estabelecido com a autarquia, o presidente do clube referiu ainda que “temos a obrigação de nunca nos esquecermos daquilo que nos traz aqui. Ou seja, que a prática desportiva deve ser feita em locais apropriados e, este é, sem dúvida, o local mais apropriado que o concelho tem. Portanto, quantas mais horas de utilização tiver melhor, seja em que modalidade for. Os associados do Amora ficarão gratos porque percebem que é um prémio para o clube que soube esperar devidamente pela oportunidade”.

 Bruninho e Amadú marcam
de bola parada no jogo de apresentação


Feita a apresentação da equipa, seguiu-se o jogo contra a equipa de juniores do V. Setúbal que o Amora venceu por 2-0, com golos de Bruninho marcado de livre directo aos 25’ e Amadú Djaló, de grande penalidade, aos 47’.

Pelo Amora alinharam de início: Ricardo Pereira; Pedro Ferreira, Tó, Alex, Brites; Semedo, Sampaio, Bruninho; Loreti, David Rodrigues e Joca. Jogaram também: Danielton (gr), Rodinhas, Ju, Amadú Djaló, Pedro Martins, Carlitos, Tiago Rosa e Nhaga. Do plantel do Amora, fazem parte ainda Raihim, José João, André Queijo, Fábio Ferreira, Gonçalo, Vemba, Hugo Xavier, Tiago Lacão e Pedrinha, que não se apresentou por se encontrar de férias.

 O V. Setúbal, apresentou os seguintes jogadores: Patrick Costinha; Domingos, Luís Bicho, Nuno Cunha, João Grilo; André Ceitil, Filipe Fialho, Gonçalo dos Santos, Alex, Blu e Pedro. Jogaram também: Edgar, Cabrita, Duda, Yuri e Caio.

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here