BARREIRENSE»» Entrevista com o treinador principal da equipa sénior - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

4 de agosto de 2014

BARREIRENSE»» Entrevista com o treinador principal da equipa sénior

Pedro Duarte fala de si, do clube e dos objectivos para 2014/2015

“O FC Barreirense é, e sempre será, um clube com grande historial”

Pedro Duarte, treinador principal da equipa sénior, concedeu uma entrevista à página oficial do Futebol Clube Barreirense onde fala um pouco de si, do seu percurso como jogador, das razões que o levaram a aceitar as novas funções, do momento actual do clube e dos objectivos para a nova temporada.

O JORNAL DE DESPORTO transcreve aqui na íntegra [com a devida vénia] o teor dessa entrevista.

“A minha chegada ao clube teve uma história engraçada”

Pedro fala-nos um pouco sobre ti?
O meu nome é Pedro Duarte, tenho 36 anos, sou natural de Setúbal, sou casado e tenho uma filha. Como jogador de futebol iniciei a minha carreira nas camadas jovens do Palmelense e depois fiz 3 épocas de juniores no F.C. Barreirense. Como sénior representei o F.C. Barreirense durante 8 épocas consecutivas, depois saí para o Estoril 2 anos e posteriormente estive no Chipre durante 5 épocas, onde representei o DOXA Katakopias (2 anos) e o Olympiakos de Nicósia (3 anos). Gosto de ouvir musica, ir ao cinema e ver futebol...

Chegaste ao nosso clube na época passada, queres contar-nos o que te fez aceitar este desafio?
A minha chegada ao clube teve uma história engraçada, a convite do meu amigo Rogério Bento fiz um jogo pelos veteranos do F.C. Barreirense numa altura em que já estava a ponderar pendurar as botas (como se diz na gíria), esse jogo correu muito bem e os amigos Pedro Bruno e António Cristina, juntamente com o Mister Bandeira convenceram-me a aceitar o convite para representar este grande clube, que me viu crescer e me deu formação, como homem e como jogador.

Qual o teu primeiro impacto aquando da tua chegada?
Fui recebido da melhor forma, toda a gente que envolvia a estrutura do futebol me acolheu com simpatia, carinho e saudade. Também posso dizer que em relação à estrutura do clube a realidade com que me deparei foi muito diferente, pois quando saí para o Estoril ainda se jogava no mítico D. Manuel de Melo que envolvia uma estrutura completamente diferente do campo actual da Verderena.

Qual o ambiente que encontraste e como foste recebido?
Encontrei um ambiente tranquilo, mas de certa forma senti a alegria e a satisfação da parte de todos os barreirenses com o meu regresso ao clube e isso ainda me deixou mais satisfeito, sentir que as pessoas estavam contentes.

Que balanço fazes sobre a época passada?
Foi uma época que eu já apanhei a meio, encontrei um ambiente tranquilo e os jogadores, equipas técnicas e directivas a fazerem o seu melhor para tentar evitar a zona de play-off e a descida de divisão que infelizmente não conseguimos evitar.

O que mais te marcou no clube durante a passada temporada?
Pela positiva foi a forma como toda a gente me recebeu e apesar de me deparar com uma realidade completamente diferente, senti que as pessoas dentro das suas possibilidades estão a trabalhar da melhor maneira para mudar o rumo e as estruturas do clube. Pela negativa, foi a descida de divisão.

“Tenho um carinho enorme por este clube”

Ao seres convidado para integrar a equipa técnica sénior para a próxima época qual foi a tua primeira reacção?
Foi com grande satisfação, mas também com alguma surpresa, pois tudo indicava que iria continuar a jogar e as negociações estavam a decorrer nesse sentido. Um dia recebi uma chamada do nosso Presidente a endereçar-me o convite para ser o treinador da equipe sénior. Convite esse que não hesitei em dizer que sim, pois tenho um carinho enorme por este clube e acredito vivamente neste clube e neste projecto.

Como defines o clube neste momento?
F.C. Barreirense é, e sempre será, um clube com grande historial mas que a sua estrutura neste momento está diferente do antigamente. As condições de trabalho estão cada vez melhores, com o esforço de todos o clube vai crescendo em todos os níveis, sinto que este ano as coisas estão a ser programadas com mais rigor e seriedade por parte de todos. Os seus sócios e simpatizantes continuam a apoiar o clube e são sem duvida alguma uma mais-valia para todos nós.

Apesar dos muitos condicionalismos onde achas que podemos melhorar?
Apesar de todas as condicionantes com que o clube se depara e com as que ainda podem surgir, podemos sempre melhorar em alguma coisa. A organização e metodologia de trabalho elaborada pelo clube, acho que é importantíssima (estamos no bom caminho), estabelecendo tarefas para todos, toda a gente tem de saber aquilo que deve fazer e não ter de se preocupar com outras tarefas que não lhes dizem respeito. Partindo desta base, acho que se pode arrumar a casa de forma a termos frutos no futuro, desde a formação até à equipa sénior, se trabalharmos todos em equipa e em prol do clube vamos ter sucesso certamente.

Até onde achas que o clube pode chegar?
Aos poucos e dentro das suas limitações o Barreirense vai conseguir alcançar os seus objectivos e voltar a ser aquilo que era, precisamos de ter paciência e apoio de toda a gente, associados e simpatizantes.

Deixa uma mensagem a todos os Barreirenses.
A todos os sócios e simpatizantes peço que se unam e apoiem este grande clube que é o Barreirense, pois só com o vosso apoio e a lutarmos todos juntos contra as adversidades e condicionalismos com que nos deparamos, conseguiremos vencer e crescer. Contamos com todas as vossas forças e com o vosso apoio ao clube. Grande abraço e obrigado.

Fonte: www.facebook.com/fcbarreirense

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here