2.ª DIVISÃO DISTRITAL»» Alcacerense 1 Paio Pires 3 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

24 de maio de 2015

2.ª DIVISÃO DISTRITAL»» Alcacerense 1 Paio Pires 3

Alcacerense esteve a ganhar…

TODOS OS GOLOS FORAM MARCADOS NA SEGUNDA PARTE

Depois de uma derrota [em Sines] e três empates consecutivos [Pescadores, Santo André e ADQC], o Paio Pires regressou às vitórias em Alcácer do Sal mantendo assim o quarto lugar da tabela classificativa com três pontos de vantagem sobre o Moitense que nesta jornada empatou em casa com os Pescadores.

A primeira parte foi bem disputada com muita luta na zona do meio campo mas com poucas oportunidades de golo de parte a parte e em consequência disso o intervalo chegou com o marcador em branco.

Os golos estavam reservados para a segunda parte. O primeiro foi obtido pela equipa de Alcácer do Sal, contra a corrente de jogo, por Xavier, aos 60 minutos. O Paio Pires não baixou os braços e cinco minutos estabeleceu a igualdade por intermédio de Nazário. O Alcacerense começava a dar sinais de fraqueza e a equipa forasteira colocou-se em vantagem com um golo de Djá (75’) e já em período de compensação (90+3’) Luís fechou a contagem.

No próximo sábado, na última jornada, o Alcacerense desloca-se a Lagameças e o Paio Pires recebe o Moitense.  



A OPINIÃO DOS TREINADORES:

 SANDRO MENDES, treinador do Alcacerense:

“Queríamos despedirmo-nos dos adeptos com uma vitória mas não conseguimos”

“Na primeira parte entrámos bem, assumimos o jogo, tivemos muita posse de bola, fizemos boa circulação e construímos algumas jogadas perigosas com uma ou outra situação de golo, mas não conseguimos concretizar. Defendemos bem e o Paio Pires não criou qualquer jogada de perigo. Na segunda parte o Paio Pires esteve melhor que nós nos primeiros minutos mas a partir dos 55 minutos equilibrámos e acabámos por marcar, um pouco contra a maré, pelo Xavier. A partir daí começámos a oferecer golos ao adversário em erros sucessivos e acabámos por sair derrotados. Há que dar os parabéns aos jogadores que estiveram em campo, pela atitude, pelo querer e pela qualidade que tiveram sobretudo na primeira parte. Queríamos despedirmo-nos da melhor maneira da nossa massa adepta porque era o último jogo em casa, mas não conseguimos”.



CARLOS NEVES, treinador do Paio Pires:

“Esta vitória é dedicada ao Catarino pelo falecimento da sua mãe”

“Foi uma primeira parte bem jogada de parte a parte com muita luta a meio campo e poucas situações de golo. Ao intervalo fomos obrigados a fazer duas alterações mexendo na primeira fase de construção do processo ofensivo por forma a sair a jogar, alterámos também algumas peças no nosso meio campo para ganhar mais posse de bola e na verdade melhorámos substancialmente. Estivemos sempre por cima no jogo com mais posse, mais circulação e mais oportunidades mas contra a corrente do jogo sofremos o golo. A equipa não ficou abalada. Continuou a criar, a construir e em três situações acabámos por fazer três golos já na parte final do jogo. Penso que a vitória é inteiramente merecida. Este era um jogo que queríamos muito ganhar para dedicar a vitória ao Catarino que está de luto pelo falecimento da sua mãe”.  


FICHA DO JOGO

Jogo no Campo Municipal, em Alcácer do Sal
ÁRBITRO: Cristino Alves (Barreiro)

ALCACERENSE: Abelha; Marinho, Zé Figueira, Xavier, Mosca; Sandro, Nelson, Carlos; Pato (Miguel 65’), Vítor e Caixas (Pedro, 45’).
TREINADOR: Sandro Mendes

PAIO PIRES: Damas; Neves (Luís, 45’), Fernando, Caldeira, Odair; Rafa, Sidney (Flávio Costa, 45’), Nazário; Adilson, Djá e Filipe Pinto.
TREINADOR: Carlos Neves


Ao intervalo: 0-0
Marcadores: 1-0, Xavier (60’); 1-1, Nazário (65’); 1-2, Djá (75’); Luís (90+3’).

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here