AMORA GOLEADO EM CASA PELO ELÉCTRICO

CAMPEONATO NACIONAL DA 3.ª DIVISÃO

Exibição bastante descolorida
tal como a cor do relvado...

Como nota de abertura, uma referência especial para o péssimo estado do relvado do Estádio da Medideira que se apresentava com a relva completamente seca e com tons acastanhados, salpicados, aqui e ali, por alguns (muito poucos) pontos verdes. E, tal como o relvado, também a exibição do Amora foi bastante descolorida, sobretudo na segunda parte, período em que sofreu três golos, dois deles no curto espaço de quatro minutos.

Na primeira parte, o jogo decorreu de forma equilibrada e até aos 20 minutos foram poucos os motivos de interesse porque a bola andava sempre muito arredada das balizas. Aos 22m, Bruninho de livre proporciona uma boa defesa ao guardião do Eléctrico e a partir daí o jogo passou a ser mais espevitado com o Amora a dar mostras de querer assumir o comando das operações fruto de um futebol mais ofensivo. A equipa alentejana recompôs-se e a quatro minutos do intervalo colocou-se em vantagem com um golo de Nivaldo, que aproveitou da melhor maneira um ressalto dentro da área da equipa da casa.

Na segunda parte, o Eléctrico fez o seu segundo golo logo aos quatro minutos, de novo por Nivaldo e volvidos mais quatro minutos aumentou para 3-0, desta vez por Rui Costa. O Amora não atinava com as marcações, os passes mal feitos eram uma constante e as coisas começaram a tornar-se muito complicadas porque a equipa alentejana controlava completamente o jogo. Aos 55m, os amorenses tiveram uma ocasião soberana para reduzir a desvantagem mas Bruninho desperdiçou a concretização de uma grande penalidade permitindo a defesa ao guarda-redes adversário. E, como quem não marca arrisca-se a sofrer, Mauro (88m) fechou a contagem.

Na tabela classificativa, o Amora ocupa o antepenúltimo lugar com apenas três pontos conquistados e é uma das três únicas equipas que ainda não logrou qualquer vitória no campeonato.

FICHA DO JOGO 

Jogo no Estádio da Medideira, em Amora
ÁRBITRO: João Letras (Évora), auxiliado por Bruno Almeida e Diamantino Guerreiro

AMORA: Ricardo Pereira; Aguilar (Lorete, 57’), Tó, Alex, Iny; Sampaio (José João, 57’), Pedro Martins (Nhaga, 66’), Rodinhas, Ju; Carlitos e Bruninho.

Suplentes não utilizados: Hugo Xavier, Gonçalo e David Rodrigues

TREINADOR: José Meireles

ELÉCTRICO: Passarinho; Balela, Jójó, Carlos Carneiro, Nivaldo; Serginho (Mauro, 79’), Crisanto, André Dias, Rui Costa; Billy (Alberto, 73’) e Yoruba (Paeco, 83’).

Suplentes não utilizados: Tiago, David Nunes, João Dias e Marco Lopes

TREINADOR: Américo Rosa

Ao intervalo: 0-1
Marcadores: 0-1, Nivaldo (41’); 0-2, Nivaldo (49’); 0-3, Rui Costa (53’); 0-4, Mauro (88’).
Disciplina: cartão amarelo para Balela (25’), Crisanto (30’), Aguilar (45’), Sampaio (48’), Billy (55’), Pedro Martins (63’)
Share on Google Plus