JUNIORES»» Benfica goleia Sacavenense (6-0)

Com bis de Rodrigo Conceição e Luís Lopes…

ÁGUIAS VOARAM COM BRILHANTISMO 

O Benfica goleou o Sacavenense por 6-0, em jogo relativo à 2.ª jornada da zona sul do campeonato nacional de juniores, que se encontrava em atraso.

A vitória das águias, que se apresentam esta época com uma equipa praticamente nova, constituída na sua quase totalidade por juniores de primeiro ano, não merece qualquer tipo de contestação e a sua exibição chegou mesmo a atingir momentos de algum brilhantismo.

Os pupilos de João Tralhão começaram o jogo deliberadamente ao ataque criando logo de início algumas oportunidades e aos 10 minutos colocaram-se em vantagem com um golo marcado por Rodrigo Conceição, na sequência de um cruzamento de Frimpong. A bola desviada por um adversário caiu no pé de Conceição que sem deixar cair no chão atirou a contar.  

A equipa de Sacavém sempre que podia também tentava chegar à frente e aos 15 minutos Fred com um remate de meai distância colocou à prova as capacidades de Diogo Garrido, guarda-redes do Benfica.

O comando do jogo continuava a pertencer às águias que aos 18 minutos viram um livre de Luís Lopes ser devolvido pela barra. Passado algum tempo (aos 29’) Umaro Embaló, com uma verdadeira obra de arte (remate do meio da rua), aumentou para 2-0 e já relativamente perto do intervalo Rodrigo Conceição (que bisou) e Luís Lopes, elevaram para 4-0.

Na 2.ª parte o Benfica voltou a entrar pressionante e foi sem surpresa que Luís Lopes, num cabeceamento, após cruzamento de Frimpong fez o segundo da sua conta pessoal e o quinto golo da sua equipa. Aos 63 minutos Rodrigo Conceição saiu lesionado e no minuto seguinte Kevin Csoboth fechou a contagem.

De salientar que a equipa de Sacavém procurou sempre jogar o jogo pelo jogo e até desenvolveu algumas boas iniciativas atacantes, sem sucesso.  



TREINADORES

João Tralhão (Benfica): “Fomos uma equipa agressiva em termos ofensivos e o resultado é a sequência do processo que tivemos. Confirmámos o que queremos. Em cada jogo tentamos ser sempre mais fortes”.


Nuno Samarra (Sacavenense): “O resultado é justo, não há que argumentar contra isso mas os meus jogadores foram corajosos porque quiseram ter bola. Saímos de cabeça erguida”.


Share on Google Plus