BARREIRENSE»» Tem uma equipa que só sabe ganhar - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

quarta-feira, 17 de novembro de 2021

BARREIRENSE»» Tem uma equipa que só sabe ganhar

 

Trabalho que começou há dois anos começa a dar frutos…


EQUIPA DE FUTEBOL FEMININO LIDERA CAMPEONATO NACIONAL DA 3.ª DIVISÃO SÓ COM VITÓRIAS

 



“Sabemos o que somos, para onde seguimos e o que queremos alcançar”, diz o treinador da equipa, Luís Ramalho

 

 


A equipa de futebol feminino do Barreirense, que disputa a 3.ª Divisão Nacional, está a fazer um campeonato imaculado porque até ao momento só tem vitórias.


No final da primeira volta, a equipa comandada por Luís Ramalho, encontra-se na Série J em primeiro lugar com 15 pontos, produto de cinco vitórias nos cinco jogos realizados. Para além destes factos é também a equipa com mais golos marcados (21) e, juntamente com o Amora B, possui a defesa menos batida com apenas quatro golos sofridos.



As miúdas do Barreiro começaram a jogar em casa defrontando o Ferreiras que venceram por 2-0, depois deslocaram-se a Palmela onde venceram a equipa local por 3-2, seguiu-se a recepção ao Amora B com vitória por 3-1, a deslocação à Costa de Caparica onde venceu os Pescadores por 10-1, e no último domingo nova deslocação, desta vez a Évora para medir forças com o Canaviais que terminou com mais uma vitória (3-0).


No próximo domingo tem início a segunda volta que vai levar o Barreirense ao Algarve para defrontar o Ferreiras que ocupa neste momento o quarto lugar da tabela classificativa. Não se prevê tarefa fácil porque todos querem vencer o líder mas, este, com a qualidade que tem, e por aquilo que já demonstrou, parece que tem competência mais que suficiente para regressar a casa com nova vitória.


Em entrevista ao nosso jornal, o treinador Luís Ramalho, analisa o comportamento da equipa até ao momento e deixa perspectivas para o futuro.

 


Como analisa o comportamento da equipa até ao momento?

Relativamente ao campeonato, o comportamento até este momento tem sido irrepreensível. Acabámos a primeira volta desta primeira fase em primeiro lugar, numa série com adversários de valia e que no caso do Amora B, sabemos que tem sempre excelentes equipas e podem ainda aproveitar o trabalho feito com algumas jogadoras na equipa A que compete numa Liga BPI, com outro tipo de condições e argumentos, um Palmelense que tem história no futebol feminino no distrito e sempre com equipas muito competitivas, um Ferreiras com uma equipa jovem mas de grande qualidade e que traz uma excelente base de sub-19. A nossa equipa trabalhou muito bem desde o primeiro dia da pré-época, mesmo com algumas limitações e condicionantes que foram existindo, mantivemos o foco e o caminho certo para neste momento estarmos neste excelente momento de forma.



- A equipa está a corresponder ao que esperava ou a superar as expectativas?

Sinceramente a equipa está num nível esperado, pois este trabalho que dura à quase 2 anos começa a dar os seus frutos, pois mantivemos cerca de 85% do plantel da época passada, reforçando o grupo com 4 ou 5 aquisições para zonas importantes que tínhamos identificado, e que se integraram muito bem no grupo e na nossa metodologia de trabalhar, o que elevou ainda mais a fasquia dentro do grupo. Apesar da época passada ter sido atípica só com 8 jogos devido à pandemia, trabalhámos com o grupo das seniores e juniores juntos durante toda a época, o que levou também a um crescimento fantástico das jovens jogadoras.  Mas penso que existem ainda mais expectativas para superar, pois como sempre fui ambicioso tento transmitir essa ambição para todo o grupo. O segredo será sempre a humildade, o espirito de grupo e camaradagem que existe e acima de tudo a mensagem que é passada e que é compreendida e aceite por todas elas, pois acreditam naquilo que são as nossas ideais e o caminho que queremos percorrer para ir cada vez mais longe. Temos várias jogadoras com idade de juvenil e júnior que já jogavam nas seniores na época passada, esta época já estreámos mais uma jogadora júnior de primeiro ano e é nossa intenção potenciar ainda mais jogadoras da formação neste grupo, para que cada vez mais se sintam integradas neste projeto e que percebam que o caminho certo da sua evolução e crescimento é acompanhado e valorizado.


- No final da primeira volta a equipa só tem vitórias, acredita que pode chegar ao fim invencível?

O nosso pensamento será sempre de jogo a jogo ir alcançando novos objectivos e metas. Neste momento para a primeira volta posso dizer que todos os objectivos que estabelecemos entre equipa técnica e o grupo foram alcançados a 100%, o que espelha bem do compromisso e vontade que elas tiveram para os alcançar e que irão ter a devida recompensa. E é neste clima de cumplicidade e de desafios constantes que mantemos o grupo focado e orientado para aquilo que todos queremos. Nós sabemos de antemão que equipas invencíveis a nível mundial durante uma época inteira são raras as excepções, mesmo no alto nível. Sabemos que se pensarmos jogo a jogo estaremos mais perto dessa invencibilidade, mas acima de tudo temos que estar preparados para perder algum jogo e dele retirar as lições necessárias para recuperar logo de seguida. Seria um feito histórico para o futebol feminino do FC Barreirense realizar 10 jogos numa fase de campeonato só com vitórias ou sem uma única derrota. Trabalhamos diariamente para acreditar que essa possibilidade por mais pequena que seja possa fazer sentido daqui a 5 semanas. Iremos trabalhar arduamente para conseguir atingir a 2ª fase de apuramento de subida de divisão e de campeão nacional da 3ª divisão.




- O objectivo passa pela subida de divisão?

Como referi anteriormente, o objectivo para por jogo a jogo tentar vencer os obstáculos que todas as equipas nos vão colocar. Neste momento por sermos líderes só com vitórias, na segunda volta todas as equipas vão olhar para nós como uma equipa que querem muito defrontar e vencer para demonstrarem também as suas qualidades. E teremos de estar preparados para isso, pois já existe mais conhecimento entre todas as equipas, possivelmente algumas delas com reforços de última hora para atacar a segunda volta, e são tudo factores que temos de ter em conta e continuar a fazer o nosso trabalho de uma forma muito profissional dentro daquilo que é o nosso amadorismo neste momento. A segunda volta vai ser dura, e para pensarmos sequer em subidas de divisão, primeiro temos mais 5 finais para disputar de grande intensidade e que nos vão permitir perceber se estamos preparados para o que possa vir depois. Se rentabilizarmos toda essa energia e fizermos o grupo acreditar que é possível chegar longe, certamente estaremos mais próximos de grandes conquistas. Internamente, sabemos o que somos, para onde seguimos e o que queremos alcançar, e essa será sempre a nossa maior força.


- Há algo mais que queira acrescentar?

Deixar um agradecimento especial a toda a estrutura do Futebol Clube Barreirense e em especial ao departamento de futebol feminino por nos tentarem dar sempre as condições mínimas necessárias para trabalhar, a todos os adeptos e familiares do clube que tem apoiado incondicionalmente esta equipa em todo o lado, continuem a acompanhar e a acreditar neste grupo de trabalho.

Aos meus colegas de equipa técnica (Sandra Pires, Rafael Costa, Nuno Monteiro e Ricardo Zego), por todo o trabalho excepcional que temos feito com o futebol feminino barreirense.

Às minhas jogadoras, um grupo fantástico, que continuem a trabalhar e a serem o grupo unido que são, e que iremos juntos até ao fim nesta caminhada.

 

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here