NITA RODRIGUES»» O defesa-central mais goleador do campeonato - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

quarta-feira, 29 de abril de 2020

NITA RODRIGUES»» O defesa-central mais goleador do campeonato


Esta época levava já seis golos marcados…


“REGRESSEI ÀS ORIGENS POR NÃO QUERER ANDAR POR AÍ A GANHAR UNS TROCOS”

O jogador que chegou  a representar o V. Guimarães e outros clubes em competições nacionais, algo desiludido com algumas situaçoes de origem contratual, optou por regressar a Sines onde continua a dar nas vistas no clube que o viu nascer para o futebol …




Nita Rodrigues é um dos jogadores mais competentes do campeonato distrital da 1.ª divisão, tem uma excelente envergadura (1,86m), joga na posição de defesa-central e sobe constantemente até à grande área contrária onde vai fazendo com frequência alguns golos quase sempre de cabeça. É um daqueles jogadores que qualquer treinador gosta de ter na sua equipa, pela solidez defensiva e apetência pelo golo.

Esta época, no seu clube de origem, o Vasco da Gama de Sines, marcou seis vezes nos 18 jogos realizados, tornando-se no defesa-central mais goleador do campeonato.

O jogador, actualmente com 29 anos, começou a jogar precisamente no Vasco da Gama onde permaneceu até aos juniores, na primeira época de sénior actuou no Praia de Milfontes, depois voltou a Sines, ingressou no Vitória de Sernache, foi para o V. Guimarães, Sourense, Moura, Mineiro Aljustrelense e novamente Vasco da Gama, que é o seu clube de coração. 

Nesta breve entrevista, Nita Rodrigues, falou de si, da sua carreira e revelou algumas das suas características como jogador.


Até ao momento em que o campeonato foi interrompido tinha seis golos marcados. Ou seja, foi o defesa-central mais goleador da competição. Que significado tem isto para si?
Tem um grande significado porque, época após época, tenho feito sempre alguns golos que me proporciona grande satisfação por ser defesa-central. Não é muito habitual um jogador do sector mais recuado fazer tantos golos mas tudo isto é fruto de muito trabalho não só individual como colectivo e eu fico muito satisfeito por isso.

Tenho um grande poder de impulsão e isso facilita bastante nos golos que marco, principalmente de cabeça. É sempre bom qualquer equipa ter um jogador com as minhas características...

Como é possível um defesa fazer tantos golos?
No meu caso pessoal creio que é pelo facto de ter uma grande impulsão. Isso facilita bastante nos golos que marco, principalmente de cabeça.

Considera importante uma equipa ter um jogador com as suas características?
Sim, acho importante. Qualquer equipa gosta de ter um jogador com as minhas características. É sempre bom uma equipa ter alguém que se destaque.


Começou a jogar no Vasco da Gama, depois andou por outras paragens e em competições de nível superior mas voltou às origens. Porquê?
Sim, foi no Vasco da Gama que dei os primeiros toques, mas tinha uma ambição como todos os jovens têm e decidi partir para procurar o sonho. Consegui chegar a bons clubes, tive as minhas experiências, algumas melhores que outras e atingi o objectivo de representar um dos melhores clubes de Portugal (V. Guimarães). Depois, não me consegui adaptar da forma mais conveniente.

Eu vinha da distrital e era jovem, não tinha bem a noção daquilo que ia encontrar, mas escrevi uma página linda na minha história, isso ninguém me tira, nem apaga.

E acabou por regressar?
Aquele patamar era muito exigente. Eu vinha da distrital e era jovem, não tinha bem a noção daquilo que ia encontrar, mas escrevi uma página linda na minha história, isso ninguém me tira, nem apaga. Mais tarde decidi voltar a Sines porque não estava disposto a andar por aí a ganhar uns trocos. Como tenho objectivos de vida, voltei a Sines.

Que análise faz a este campeonato que foi mais curto do que seria de esperar?
Estava a ser um bom campeonato. Começámos mal mas passado algum tempo lá nos endireitámos e estávamos no bom caminho. Estava a ser um campeonato muito interessante porque não existiam equipas menos boas, todas eram competitivas. De qualquer forma, reconheço que o Oriental Dragon era de longe a melhor do campeonato.

Na próxima época vai continuar em Sines?
Sim, claro sem dúvida alguma.

Como está a viver este período de pandemia. Tem ficado em casa?
Está a ser complicado. É uma situação muito triste aquela que estamos a viver mas acredito que vai passar rápido. Não tarda muito, estamos todos a fazer aquilo que mais queremos e estar com quem mais gostamos. Continuo no meu trabalho, numa fábrica, mas com as respectivas precauções.

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here