1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» PALMELENSE 2 BARREIRENSE 2



Barreirense chega ao empate já na compensação…

PALMELENSE DIZ QUE O PONTO CONQUISTADO SABE A POUCO

O Campo Cornélio Palma foi palco de um dos encontros mais aguardados da jornada pela importância que tinha sobretudo para o Barreirense que se encontrava em segundo lugar à espreita de uma escorregadela do Amora.

A tarefa não se apresentava fácil para a equipa do Barreiro porque tinha pela frente uma das equipas mais aguerridas e uma das que melhor futebol pratica na 1.ª Divisão Distrital.

A expectativa era grande e o desenrolar do encontro correspondeu em pleno aquilo que se esperava, com o treinador do Palmelense, Jaime Margarido, a dizer no final que o empate é um resultado que sabe a pouco.

A primeira equipa a marcar foi o Barreirense por intermédio de Cajó quando estavam decorridos apenas 14 minutos de jogo e foi este golo que prevaleceu até ao intervalo.


Na segunda parte o Palmelense deu a volta ao marcador com golos de Sousa [que havia entrado ao intervalo] aos 57 minutos e, depois, por Pedro Paz, aos 67 minutos, mas acabou por ceder já na parte final do encontro permitindo que o Barreirense marcasse o golo da igualdade já em período de compensação, quando o cronómetro assinalava 90+4’. 
  
Para o Palmelense que teve os três pontos à sua mercê foi um verdadeiro balde de água fria e para o Barreirense um ponto conquistado que deixou tudo na mesma no que respeita à tabela classificativa porque o seu principal adversário, o Amora, também não foi além de um empate nesta jornada.

Na classificação o Barreirense segue em 2.º lugar com 43 pontos e o Palmelense em sétimo com 27 pontos.

Na próxima jornada o Barreirense recebe o Vasco da Gama de Sines e o Palmelense desloca-se à Medideira onde defronta o Amora. 


Share on Google Plus