1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» OLÍMPICO 0 BARREIRENSE 6

Barreirense goleia num campo tradicionalmente difícil…

AMADEU COM UM HAT-TRICK FOI A FIGURA DO JOGO

O Barreirense, com uma exibição de encher o olho, foi ao Campo da Liberdade golear o Olímpico do Montijo por 6-0, dando assim uma boa resposta ao surpreendente desaire sofrido em casa na semana anterior com o Comércio e Indústria.

Amadeu com três golos foi um dos jogadores que mais se destacou na equipa do Barreirense que foi obter uma vitória extremamente importante para as suas ambições num campo tradicionalmente difícil para quem o visita.

O Olímpico nos primeiros minutos até esteve mais ou menos bem conseguindo resistir cerca de 30 minutos altura em que sofreu o primeiro golo. Ainda procurou reagir mas acabou por sofrer o segundo golo mesmo à beira do intervalo e foi para o descanso com uma desvantagem de dois golos.

A equipa montijense entrou na segunda parte com vontade de alterar o rumo dos acontecimentos mas o terceiro golo do Barreirense marcado logo aos cinco minutos acabou de vez com as suas pretensões.

A equipa do Barreiro continuou a desenvolver futebol de qualidade e os restantes golos foram surgindo de forma perfeitamente natural. Com a expulsão de Bá (68’) e depois de João Monteiro (88’) a equipa do Montijo ficou ainda mais fragilizada mas mesmo assim ainda poderia ter chegado ao golo se Migalhas não tivesse desperdiçado uma grande penalidade quando o marcador estava já em 0-6.   

Com a vitória conseguida o Barreirense manteve o segundo lugar da tabela classificativa com menos três pontos que o Amora e o Olímpico do Montijo baixou para o 14.º lugar embora tenha os mesmos pontos que Beira Mar de Almada e Charneca de Caparica que seguem á sua frente.

Na próxima jornada, que se realiza apenas no dia 12 de Abril, o Olímpico tem uma curta viagem para fazer até Alcochete onde defronta a equipa local num jogo sempre interessante de ver devido á rivalidade existente entre os dois emblemas e o Barreirense recebe na Verderena o Palmelense, com quem perdeu na primeira volta.



A OPINIÃO DOS TREINADORES

OLÍVIO CORDEIRO, treinador do Olímpico do Montijo:

“Não é um jogo que vai apagar tudo o que de bom temos feito até aqui”

“Foi um jogo com um desfecho inesperado. Depois de uma boa semana de trabalho estávamos motivados e entusiasmados mas desde muito cedo se viu que o Barreirense joga futebol de forma muito tranquila. No meu ver, o Olímpico estava a jogar bem e os seus jogadores trocavam bem a bola mas faziam-no no seu meio campo e assim não conseguiam entrar na defesa contrária. Havia poucas oportunidades para ambos os lados mas numa desatenção nossa o Barreirense fez o 1-0 e depois mesmo em cima do intervalo aumentou para 2-0. Na segunda parte procurámos reagir mas até o vento que na primeira parte esteve contra nós abrandou na segunda quando seria suposto soprar a nosso favor. Depois do 3-0 o Barreirense fez aquilo que quis e após a expulsão dos nossos dois centrais assumiu na totalidade o jogo marcando mais três golos. Nós, num ou outro contra-ataque ainda chegámos a assustar mas nem de penalti conseguimos de marcar. Sinto-me envergonhado e os jogadores também ficaram com um sentimento de desagrado pela derrota. Da minha parte tenho que pedir desculpa a todos as aldeanos pelo que se passou em campo. Agora só temos que provar que somos fortes e continuar a trabalhar porque não é um jogo que vai apagar tudo o que de bom temos feito até aqui. Acredito que a manutenção vai ser alcançada”.   



PEDRO DUARTE, treinador do Barreirense:

“Os jogadores estão de parabéns pelo grande jogo que fizeram”

“Mais uma grande exibição da minha equipa. Mostrámos grande humildade e respeito pelo adversário, tivemos grande atitude e jogámos um futebol dinâmico e de qualidade. Entrámos no jogo com personalidade, controlando o jogo e nos primeiros 10 minutos já tínhamos duas ou três boas ocasiões de golo que só não concretizámos por culpa do guarda-redes do Montijo que fez grandes defesas, adiando o nosso golo. Continuámos a pressionar, a ter um caudal ofensivo grande criando várias jogadas de perigo e acabámos por fazer o primeiro aos 30 minutos pelo Amadeu. O Olímpico reagiu e tentou algumas vezes sair em transições rápidas para o ataque e em bola parada criar algum perigo mas nós aos 44 minutos fizemos o 0-2, acabando assim a primeira parte. No segundo tempo continuámos por cima e assumimos o jogo sempre à procura de mais golos e foi com naturalidade que fizemos o terceiro (por Amadeu, aos 50 ‘) e o quarto (por Fragoso, aos 60’). Entretanto, o Olímpico ficou reduzido a 10 jogadores e nós aproveitámos para fazer mais dois golos que só apareceram já perto do final do encontro (por Amadeu e Capitão-Mor, aos 80 e 87’ respectivamente. Alcançámos uma vitória justíssima porque praticámos bom futebol e jogámos com grande atitude. Os jogadores estão de parabéns pelo grande jogo que fizeram e pela resposta que deram depois da derrota injustíssima da última jornada. Continuamos a depender de nós e vamos lutar até ao final”. 



FICHA DO JOGO

Jogo no Campo da Liberdade, no Montijo
ÁRBITRO: André Duque (Núcleo de Almada / Seixal)

OLÍMPICO DO MONTIJO: Carlos Miguel; Migalhas, Bá, João Monteiro, Pedro Lemos (Tiago Almeida, 78’); Miguel Fitas, Paulo Mota, Pedro Monteiro; Cláudio Futre (Queijinho, 60’), Cami e Pestinha (Neto, 75’).
TREINADOR: Olívio Cordeiro

BARREIRENSE: Kevin; Carlos André, Bruno Costa, Fragoso, Bailão; Crisanto, Maside (Ivan, 60’), David Pinto (Capitão-Mor, 55’); Danilo (Chiquinho, 60’), Amadeu e Rúben Guerreiro.
TREINADOR: Pedro Duarte

Ao intervalo: 0-2
Marcadores: 0-1, Amadeu (30’); 0-2, Bruno Costa (44’); 0-3, Amadeu (50’); 0-4, Fragoso (60’); 0-5, Amadeu (80’), 0-6, Capitão-Mor (87’).
Disciplina: Bá (68’) e João Monteiro (88’) foram expulsos por acumulação de amarelos
  



Share on Google Plus