JUNIORES»» Benfica 2 Belenenses 0

Luís Lopes para além de dois golos ainda atirou uma bola à barra…

ÁGUIAS SOUBERAM ESPERAR PELO MOMENTO CERTO

O Benfica recebeu e venceu o Belenense por 2-0 no jogo que encerrou a 12.ª jornada da Zona Sul do campeonato nacional de juniores seguindo assim lado a lado com o Sporting no comando da tabela classificativa.

Luís Lopes foi o marcador de serviço da equipa orientada por João Tralhão e o protagonista de um jogo em que as águias ainda viram por duas vezes a bola ser devolvida pelos ferros da baliza adversária, uma vez num cabeceamento à barra de Luís Lopes (49’) e, na outra, após estrondoso remate ao poste de Kevin Csoboth (63’).

Fazendo boa circulação de bola, com precisão no passe e grande volume de jogo ofensivo o Benfica dominou por completo a primeira parte criando várias oportunidades (3, 10, 13, 15 e 30 minutos) mas não conseguiu marcar, umas vezes por desacerto no momento da finalização e outras por mérito de Dylan Silva, guarda-redes do Belenenses, que terá sido um dos melhores jogadores em campo.

Na segunda parte o Benfica voltou a entrar forte e, depois de ter atirado ao ferro por duas vezes, acabou por chegar ao golo num pontapé de canto cobrado por Umaro Embaló que colocou a bola na área para Luís Lopes, de cabeça, abrir o activo (74’).

Com o golo sofrido a equipa de Belém soltou-se mais na procura do empate mas quem voltou a marcar foi o Benfica, outra vez por Luís Lopes, que se isolou após passe primoroso de Filipe Soares, aos 81 minutos.  




TREINADORES

João Tralhão (Benfica): “Pelo volume que tínhamos tido na primeira parte e pela qualidade que tivemos no jogo ofensivo sabíamos que mais tarde ou mais cedo o golo ia aparecer. Acreditámos sempre até ao fim e o carácter e a atitude dos jogadores foi compensado.


João Santos (Belenenses): “Trazíamos uma estratégia que passava por estarmos coesos e equilibrados. A partir do momento em que sofremos o primeiro golo arriscámos um pouco mais mas não conseguimos o que queríamos. O resultado é justo mas acho que merecíamos pelo menos um golo”.

Share on Google Plus