1.ª DIVISÃO AF SETÚBAL»» AMORA 1 BARREIRENSE 1



Clássico termina empatado…

ESTÁDIO DA MEDIDEIRA REGISTOU A MAIOR ASSISTÊNCIA DA ÉPOCA PARA VER O ‘JOGO GRANDE’ DA JORNADA


O Estádio da Medideira recebia o ‘jogo grande’ da jornada que colocava frente a frente os dois primeiros classificados, separados por seis pontos na tabela classificativa, com vantagem para o Amora.

A expectativa era grande e isso fez com que muito público se deslocasse ao mítico estádio amorense que voltou a reviver os bons ‘velhos tempos’ com casa cheia e com uma assistência superior aos mil espectadores, coisa rara nos dias de hoje no futebol distrital.


O empate registado no final deixou tudo na mesma no que respeita à tabela classificativa, numa altura em que ainda faltam disputar seis jornadas. Não há dúvida que as coisas estão bem encaminhadas para o Amora mas certamente o Barreirense não está disposto a ceder. Por isso, espera-se um final de campeonato emocionante, nesta luta a dois.

Falando mais propriamente do jogo, bem se pode dizer que o Barreirense entrou a ganhar porque se adiantou no marcador logo no primeiro minuto na sequência de um pontapé de canto cobrado do lado esquerdo do seu ataque com Daniel Lourenço a desviar junto ao primeiro poste no meio de grande confusão.

O Amora ficou meio atordoado mas recompôs-se rapidamente e na resposta criou algum perigo atirando sobre a barra. O jogo decorreu durante algum tempo repartido mas a partir da meia hora o Amora começou a ganhar algum ascendente territorial que ia causando vários calafrios ao último reduto barreirense onde Kevin se ia destacando com um punhado de boas defesas (33’, 39’ e 43’). O Amora insistia no ataque e já em período de compensação para o intervalo (45+2’) chega ao empate através da cobrança de um penalti cobrado por França.


Na segunda parte o jogo continuou a ser muito disputado pelas duas equipas mas não se registou mais qualquer golo embora o Amora tivesse estado muito perto de o conseguir quando Lacão, isolado, atirou à base do poste (51’) e Peter (81’) obrigou Kevin a mais uma excelente defesa.


O Barreirense no último quatro de hora arriscou tudo com a entrada de Carlitos e David Rodrigues na tentativa de chegar ao golo mas nunca criou grande perigo para a baliza adversária.  


A OPINIÃO DOS TREINADORES...


Pedro Amora, treinador do Barreirense... 

"O empate é um resultado mentiroso"

"Começo por dizer que todos sabemos que, ao que parece apareceu petróleo na Amora, que (alegadamente) tem a melhor equipa, que têm o plantel mais vasto, que têm a melhor estrutura, que têm tudo melhor... mas têm que provar isso dentro de campo! Não se entende como é que, sendo tudo tão melhor que todos os outros, semana após semana haja sempre uma qualquer polémica com penaltis e afins, isso à partida é de quem não é melhor em nada"...

Para ler declarações na sua totalidade, clique aqui...

Share on Google Plus