FUTSAL»» Casa do Benfica Seixal 1 PCR 2


Resultado injusto para os benfiquistas…

“TRABALHO DESENVOLVIDO EM CAMPO MERECIA OUTRO DESFECHO”

Em jogo realizado no polidesportivo das Cavaquinhas relativo à 10.ª jornada do Campeonato da 1.ª Liga – Seixal, a Casa do Benfica no Seixal perdeu com o PCR, por 2-1.

A equipa do Portugal Cultura e Recreio inaugurou o marcador aos dois minutos de jogo e a Casa do Benfica empatou com um golo marcado por Ivo Roldão, por volta dos 20 minutos, atingindo-se assim o intervalo.

Na segunda parte só aconteceu mais um golo marcado pelo PCR que garantiu assim o triunfo fazendo o 2-1, precisamente aos 47 minutos.
O presidenta da Casa do Benfica no Seixal, Paulo Lopes, disse ao nosso jornal que se tratou de “um grande jogo de Futsal. Começou melhor o PCR com um golo madrugador. A CBSEIXAL reagiu e foi à procura de ser feliz. 

As oportunidades apareciam, mas umas vezes por falta de sorte e outras porque o guarda-redes contrário defendia tudo o que lhe aparecia à frente. O jogo continuava e as oportunidades também até que num ressalto de bola Ivo Roldão coloca as equipas empatadas, resultado que se justificava 
plenamente”.

Na segunda parte acentua-se a mesma dinâmica mas a bola teimosamente continuava a não querer entrar. E, como diz o velho ditado, quem não marca sofre, foi isso mesmo que aconteceu  e a cerca de três minutos do fim, quando já ninguém esperava o PCR coloca- se em vantagem.

Mesmo assim a equipa não se deixou ir abaixo e continuou a procura de ser feliz, mas não conseguiu, embora o resultado tenha ficado sempre em aberto até ao fim. Se foi injusto, poderei dizer que sim. O trabalho que foi posto em campo merecia ter tido outro desfecho. Resta-me endereçar os parabéns à equipa do PCR pela vitória conseguida.

O destaque neste jogo vai para o João Quaresma que deixou tudo em campo, melhores dias virão, certamente”.


Share on Google Plus