BREJOS DE AZEITÃO»» Paulo Catarino apresentado como reforço - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

quinta-feira, 28 de maio de 2020

BREJOS DE AZEITÃO»» Paulo Catarino apresentado como reforço

Seria marcante terminar a carreira aos 50 anos…

 

“ESTAR FELIZ E MARCAR GOLOS É SEMPRE O MEU GRANDE OBJECTIVO”

 

Já representou 27 clubes, teve mais de 50 treinadores e esta época subiu de divisão por dois emblemas diferentes. É um dos jogadores que mais clubes representou em todo o mundo.  

Paulo Catarino quer jogar até aos 50 anos...

Paulo Catarino, um dos maiores goleadores de sempre do futebol setubalense, aos 48 anos, continua a ser notícia como jogador. Na época que terminou recentemente de forma prematura cumpriu a promessa que havia feito à sua mãe completando a marca dos 300 golos mas para além disso conseguiu também uma proeza que deverá ser inédita, subir de divisão na mesma época a desempenhar funções diferentes em dois clubes, como jogador pelo Águas de Moura e como treinador adjunto pelo Oriental Dragon. 

 

Por tudo aquilo que conseguiu pensava-se que esta pudesse ser a última como jogador mas, Paulo Catarino persistente como é, contrariou esta ideia comprometendo-se para grande surpresa com o Brejos de Azeitão para a próxima temporada.

 

Com um percurso fantástico no futebol como jogador, em todas as divisões, Paulo Catarino já representou 27 clubes de norte a sul, incluindo ilhas, e teve mais de 50 treinadores. No Brejos de Azeitão, que vai ser o 28.º clube da sua já longa carreira, vai querer certamente continuar a fazer o gosto ao pé, embora já não tenha a agilidade de outros tempos.   



Paulo Catarino diz que o que o levou a aceitar o convite “foi
principalmente a paixão que tenho de jogar futebol, de sentir e viver o jogo no seu lado mais belo que é no campo. Depois, a grande vontade das pessoas do CCDBA em me terem no clube e o facto de não ter definido ainda o meu futuro com treinador. Se durante a época tiver algum convite para treinar darei obviamente prioridade à vertente treinador porque é daí que vivo. Jogar agora só por paixão”.

 

O eterno Catarino referiu a propósito que “tenho sempre objectivos em todos os clubes que jogo. O principal é estar feliz e só estou feliz a fazer golos. Quero também tentar jogar até aos 50 anos, acho que seria uma idade marcante para terminar a carreira”.

 

Já leva 300 golos marcados na sua carreira

O veteraníssimo jogador adiantou também que “gostava de marcar muitos golos mas como disse, em virtude da minha outra faceta de treinador ainda estar indefinida, não sei se poderei jogar sempre ou só alguns jogos. Vai ser dia a dia, semana a semana, vamos ver como corre”.

 

Paulo Catarino, que esta época subiu de divisão por dois clubes diferentes, não escondeu o desejo de voltar a festejar na próxima época. “Seria perfeito ajudar o treinador, os meus colegas e o clube a ter sucesso. Ficaria realizado e seria uma forma de agradecer aquelas pessoas que não olharam para a idade mas preferiram olhar para a qualidade. Só tenho que agradecer ao clube a oportunidade de chegar ao 28.º clube da minha carreira. Sou, com toda a certeza, um dos dois jogadores no mundo que mais clubes representou”.

Figueirense, 1.º Maio (Setúbal), Quintajense, Quimigal, Comércio Indústria, Atlético do Cacém, Montijo, Alcanenense, Nacional, Imortal, V. Setúbal, Leça, Olhanense, Atlético, Olivais e Moscavide, Pinhalnovense, Mafra, Santana, Amarante, U. Montemor, Torreense, Atlético da Malveira, Aljustrelense, Alcochetense, Desp. Fabril, U. Santiago, Paio Pires, Quinta do Conde, Palmelense, Valenças, Águas de Moura foram os clubes por onde passou.


Para Miguel Costa, coordenador do Brejos de Azeitão “é um orgulho ter uma pessoa como o Paulo Catarino, que tem um passado recheado de história e glória, no nosso clube”.

 


Post Bottom Ad

Responsive Ads Here