PALMELENSE»» Flávio Santos esclarece saída prematura - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

30 de outubro de 2019

PALMELENSE»» Flávio Santos esclarece saída prematura

Situação já vinha a ser ponderada à algum tempo…

“A MINHA CARREIRA NÃO TERMINOU AINDA NÃO VOU ARRUMAR AS BOTAS”

De forma um pouco inesperada, Flávio Santos deixou o comando técnico do Palmelense que estava a fazer um bom início de campeonato. Portanto, a sua saída nada teve a ver com resultados mas sim por questões pessoais como já havia sido tornado público e agora foi confirmado pelo próprio em declarações ao nosso jornal.

A minha saída ficou a dever-se a questões meramente pessoais e puramente pessoais devido principalmente ao tempo que gasto nas deslocações que me faz falta para solucionar pormenores de ordem familiar. Já há algum tempo que vinha a adiar a situação mas cheguei  à conclusão que não dava mais para continuar. Creio que tomei a decisão mais correcta”, disse Flávio Santos que confessou também não ter sido fácil de tomar.


As coisas estavam a correr bem, tínhamos apenas dois meses de trabalho, um plantel todo novo e em termos desportivos os objectivos estavam dentro daquilo que tínhamos definido, seguir em frente na Taça AF Setúbal e fazer um bom campeonato. Quando eu saí estávamos em primeiro lugar e isso era realmente muito bom. Espero que o percurso continue a ser de sucesso para o clube e para os jogadores, que bem merecem”, realçou o ex-treinador do Palmelense que é da opinião que a equipa, que tem uma média de idades de 23 anos, vai efectivamente fazer um bom campeonato porque tem muita qualidade e continuar a surpreender como já tem feito esta época.

Interrogado se esta pausa seria um ponto final na sua carreira, Flávio Santos disparou de imediato. “De forma nenhuma. O bichinho está cá dentro e hoje já tenho saudades do treino. Esta paragem é uma questão temporal, que só o tempo irá resolver. A minha carreira não terminou nem vou arrumar as botas, como se costuma dizer. Aliás, não ponho de lado a hipótese de voltar ao activo ainda esta época, mas isso vai depender muito das próprias circunstâncias e da minha disponibilidade em termos de tempo”.


A conversa que tivemos finalizou com agradecimentos ao Palmelense pela “oportunidade que me deu”, assim como à equipa técnica que “esteve comigo sempre a 100% “ e aos jogadores a quem “peço para continuarem a acreditar neles próprios porque valor têm de sobra. Vontade e querer são as palavras que deixei no balneário”. 

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here