QUINTA DO CONDE»» Boas perspectivas para o apuramento

Jardel, o treinador da equipa, lança o alerta…

“SE NÃO GANHARMOS AO ESTRELA DE SANTO ANDRÉ, ESTA VITÓRIA ALCANÇADA EM ALMADA, DE NADA NOS SERVE”

A AD Quinta do Conde foi ganhar no passado domingo ao campo do Beira Mar de Almada e subiu ao segundo lugar do Grupo A, ficando com fortes possibilidades de ser apurado para a segunda fase da Taça AF Setúbal. 

Uma vitória sobre o Estrela de Santo André é quanto basta para a equipa da Quinta do Conde atingir o objectivo e pela conversa que mantivemos com o treinador, Jardel, os jogadores estão conscientes disso. 

Nesta mini-entrevista, Jardel falou da vitória sobre o Beira Mar, do apuramento para a fase seguinte da competição, da preparação para o campeonato e dos objectivos traçados.


- Que comentário tem a fazer sobre a vitória, que não foi nada fácil de conseguir?
Realmente foi um jogo muito emotivo de parte a parte, o resultado acabou com 3 golos e mas podia ter acabado com muitos mais, dadas as oportunidades para ambas as equipas. A vitória podia ter caído para qualquer lado, mas depois de 3 bolas na trave, um golo anulado e outras boas oportunidades desperdiçadas parece-me que seria injusto não sair de Almada com os 3 pontos. De qualquer forma será importante dizer que a vitória de domingo de nada nos vale se não ganharmos no próximo sábado, em casa, ao Santo André. Mas surpreende-me a equipa do Beira-Mar acabar no último lugar do grupo depois de mostrar muita qualidade contra nós.

- E quanto ao apuramento para a fase seguinte da competição, acredita que vai ser possível?
Acreditamos muito no apuramento e é para isso que temos trabalhado nas últimas semanas. Disse aos meus jogadores que tinha um enorme desejo de chegar longe na Taça e para isso tínhamos de passar já a fase de grupos. Este grupo de trabalho merece essa passagem. Não tivemos sorte no calendário, pois antecipado o jogo contra o Alcochetense, andamos a jogar fim-de-semana sim, fim-de-semana não, e isso também quebra o ritmo que queríamos ter nesta altura. 


- O campeonato está por aí a bater à porta, a ADQC está preparada para isso?
Estamos na recta final de preparação para esta longa e dura maratona. Os nossos jogadores, depois de alguns jogos de treino menos conseguidos, reuniram-se e perceberam que só ter muita qualidade não chegava, havia que dar sempre um pouco mais e este último jogo foi prova disso, que estão mais unidos que nunca e devidamente preparados para esta difícil maratona, que será o campeonato. 

- Quais são os objectivos?
Na ADQC, temos o objectivo de andar nos lugares da frente. Não podemos esconder a vontade de subir de divisão. Acho que nesta divisão as 16 equipas alimentam o sonho de subir, se não, não estariam inscritas. Agora, dia 13 a bola começa a rolar e no final as duas equipas mais regulares certamente atingirão o objectivo que todas procuram.

Share on Google Plus