SESIMBRA»» Edmundo Silva não continua como treinador


A decisão foi tomada por iniciativa própria…

“GOSTEI DE VOLTAR A TRABALHAR EM SESIMBRA MAS CHEGOU A ALTURA DE SAIR”

O treinador, que há seis meses atrás recusou um convite da China, está agora receptivo a novas propostas porque quer continuar no activo. Gostava de treinar uma equipa no Campeonato de Portugal mas não exclui outras hipóteses desde que sejam projectos credíveis.



Edmundo Silva não vai continuar no comando técnico do Grupo Desportivo de Sesimbra. A decisão foi tomada por iniciativa própria e comunicada à direcção do clube, ainda antes do campeonato terminar.

“Gostei imenso de voltar a trabalhar em Sesimbra, onde já havia estado em 2003 na antiga terceira divisão, mas por agora chega. Não tenho nada contra ninguém mas acho que é a altura ideal para sair e procurar um projecto que me permita alcançar outro tipo de coisas”, começou por dizer ao nosso jornal Edmundo Silva que à cerca de seis meses atrás recusou um convite da China.

“Recusei porque o projecto não me agradou. Ir para a China como muita gente vai para ser professor de futebol nas escolas e ter que avaliar os miúdos como se fosse um professor de ginástica, para mim não dá. Se fosse para uma academia ou equipa consistente a coisa mudava de figura. Não considerei um projecto muito aliciante e optei por ficar perto da família e dos amigos, o dinheiro por vezes não é tudo”, contou o treinador que antes já tinha tido uma experiência no Dubai.


Presentemente sem clube, Edmundo Silva está à espera que o telefone toque para poder abraçar um novo projecto porque a sua ideia é continuar no activo. “Neste momento não tenho nada de concreto mas estou receptivo a convites porque não quero voltar a ficar parado. É claro que gostava de treinar no Campeonato de Portugal mas também estou disponível para treinar noutros escalões, desde que seja um projecto credível e ambicioso. As pessoas por vezes não nos convidam por uma ou outra razão mas isso é um erro porque por vezes as coisas acontecem do nada. Vivo em Setúbal mas isso não quer dizer que queira apenas treinar nesta região”.


Balanço positivo

Sobre a sua passagem pelo Grupo Desportivo de Sesimbra, o treinador fez um balanço positivo. “Conseguimos aquilo que as pessoas queriam, muitas vitórias, 12 das quais consecutivas, facto que só está ao alcance de quem tem qualidade e capacidade. Tentámos também jogar sempre o melhor possível e isso como é evidente deixa-me feliz e orgulhoso”.

Em relação ao sétimo lugar alcançado no final do campeonato, Edmundo Silva diz que “poderíamos ter ficado mais um ou outro lugar acima mas estou satisfeito com aquilo que fizemos. Este campeonato tem equipas e jogadores de muita qualidade e isso só valoriza a competição”.     

E, a finalizar a nossa conversa, Edmundo Silva, deixou algumas palavras às gentes de Sesimbra. “É um clube onde dá gosto trabalhar porque consegue ter sempre equipas competitivas, os dirigentes são cumpridores e fazem tudo para que nada falte. O que faz falta é que os associados e adeptos acreditem mais no trabalho que se faz e que acompanhem mais a equipa. Era bom voltar a ver a bancada completamente cheia como acontecia antigamente. As pessoas não devem deixar de acreditar neste projecto porque as pessoas que trabalham para el não merecem”.

Share on Google Plus