FUTSAL»» Presidente da Casa do Benfica Seixal coloca o dedo na ferida


Paulo Lopes pede respeito e ameaça abandonar o campeonato… 

“CHEGOU A HORA DE REFLECTIR SOBRE O QUE SE PRETENDE PARA O FUTURO DA LIGA NO CONCELHO DO SEIXAL”


O Campeonato de Futsal do Concelho do Seixal, agora tutelado também pela Associação de Futebol de Setúbal, com quem foi estabelecido um protocolo, tem vindo a ser marcado por actos de indisciplina que colocam em causa o seu normal funcionamento e ao mesmo tempo contrariam o espírito para que foi criado.

Ao longo do campeonato têm sido vários os casos que envolvem árbitros, jogadores, treinadores e até mesmo dirigentes associativos, factos que em nada dignificam a modalidade.

Cansado de lutar contra estas situações, o presidente da Casa do Benfica no Seixal, Paulo Lopes, resolveu lançar um apelo a todos os agentes envolvidos na competição para que ela venha efectivamente a ser aquilo que todos pretendem, uma competição saudável, onde impere o respeito e o fair-play.     
Chegou a hora para todos os envolvidos reflectirem sobre o que pretendem no futuro para Liga Futsal Seixal. Que haja respeito mútuo entre todos os intervenientes, sejam eles jogadores treinadores, árbitros, dirigentes”, pede Paulo Lopes.  

Andamos cá todos pelo amor ao futsal do concelho. Por isso, respeitem os árbitros que, são seres humanos e, sozinhos, a maioria das vezes estão nos jogos sem segurança nenhuma”.

Respeitem os jogadores que na maioria das vezes têm de fazer trocas nos seus horários de trabalho para que possam desenvolver a actividade desportiva que amam”.

Respeitem os treinadores que diariamente fazem das tripas coração para que tudo corra da melhor maneira possível e que na maioria das vezes vêem o seu trabalho pouco dignificado devido a alguma falta de respeito dos intervenientes”.

Respeitem os dirigentes das colectividades que com a sua carolice promovem o desenvolvimento das mesmas. Não pode ser um jogo de futsal a estragar tudo isto”.

Todos somos seres humanos, respeitem por favor todos os intervenientes desta linda modalidade chamada futsal que é jogada no nosso concelho. Que cada um de vós se ponha no papel de cada um. Todos nós temos uma família, um trabalho e os nossos deveres como cidadão. A tudo isto importa também dizer que costumam estar crianças a ver os jogos e, que, nós, adultos, temos de ser os primeiros a respeitar essas faixas etárias. Que ao menos respeitem as crianças”.

E a finalizar, Paulo Lopes acrescenta: “Se o respeito não prevalecer a Casa do Benfica Seixal abandonará o campeonato e outras equipas farão o mesmo, antes de ele terminar”.



Share on Google Plus