PALMELENSE»» Jaime Margarido está de saída



Com o treinador sai também toda a equipa técnica...


“COMO NÃO IA HAVER INVESTIMENTO NA EQUIPA NÃO PODIA TOMAR OUTRA DECISÃO

Treinador e direção conversaram e chegaram à conclusão que era melhor para ambas as partes colocarem um ponto final na ligação que existia. A partir de agora Jaime Margarido é um treinador livre para abraçar outro projecto, desde que seja credível.  


Jaime Margarido terminou a sua ligação ao Palmelense. O treinador esteve reunido com elementos da nova direcção, conversaram e chegaram à conclusão que era melhor colocarem um ponto final na ligação que existia. Com o treinador principal saíram também os restantes elementos da equipa técnica.

“Sim, é verdade, não vou continuar no Palmelense porque os objectivos são os mesmos. Vou ficar à espera de outros convites e propostas mais ambiciosas que permitam fazer um trabalho mais condizente com as minhas ambições. Jogar só por jogar não é motivante. Na formação andei sempre a lutar por títulos e este ano senti que jogar apenas para a manutenção não era muito aliciante”, referiu Jaime Margarido.

O técnico diz que “a partir do momento em que a direcção fez saber que o objectivo era a manutenção e que não ia haver investimento na equipa sénior, não podia tomar outra decisão. E, depois, fiquei também com a ideia que provavelmente a nova direcção tinha interesse noutro treinador visto que eu tinha apoiado a candidatura da lista encabeçada pelo anterior presidente, que acabou por ser derrotada. Neste sentido, achei que era melhor para ambas as partes eu sair e, por minha iniciativa, decidi colocar um ponto final neste ciclo de dois anos”.


Objectivos cumpridos

Numa breve análise àquilo que foi esta sua passagem pelo Palmelense, Jaime Margarido não tem dúvidas que foi bastante positiva. "A direcção cessante fez uma aposta nas infra-estruturas do clube e também na manutenção da equipa de futebol sénior para depois tentar chegar ao Campeonato de Portugal. E, nestes dois anos isso foi conseguido, apesar da muita juventude que havia no plantel. Na primeira época houve jogadores que cresceram imenso e acabaram por sair para clubes de outros campeonatos e esta época provavelmente irá acontecer o mesmo. Isto quer dizer que havia qualidade no plantel”, salientou.


“No campeonato deste ano, devido à grande diferença de pontos para com os último classificados, cedo se começou a adivinhar que a luta pela permanência iria ser disputada entre o FC Setúbal e o Banheirense. E, nós como tínhamos a nossa posição mais ou menos definida na tabela, a partir de determinada altura, optámos pelo espectáculo em detrimento dos resultados. E, com esta postura conseguimos trazer mais gente ao nosso estádio e ao mesmo tempo receber os parabéns de muitos adversários pelo tipo de futebol que praticávamos. E isto, como é evidente, deixa qualquer treinador satisfeito”, disse a concluir Jaime Margarido, treinador de 57 anos, que a partir de agora está livre para abraçar um novo projecto.

Share on Google Plus