FUTEBOL FEMININO»» Em final decidida apenas no prolongamento


 
Jovens sadinas levantam troféu pela segunda vez consecutiva…

ESCOLINHA DE SETÚBAL CONQUISTA TAÇA DISTRITAL JUVENIL


A equipa da Escola de Futebol Feminino de Setúbal conquistou a Taça Distrital Juvenil, em futebol feminino, na variante de 7, depois de vencer o Futebol Clube Barreirense, após prolongamento, por 3-2, na final disputada no Juncal desportos, na Moita.

Com este triunfo as jovens sadinas reeditam a conquista da época anterior, que marcou a estreia da prova no seio das competições associativas e o Barreirense disputou a sua primeira final no ano em que arrancou com o futebol feminino.

Perante uma assistência razoável as equipas foram evoluindo de forma bastante satisfatória, demonstrando muita vontade e alguma qualidade no futebol praticado mas nenhuma delas se conseguiu sobrepor à outra no tempo regulamentar que terminou com o resultado de 1-1.


No prolongamento as jovens setubalenses foram mais eficazes marcando mais duas vezes contra uma do Barreirense e sagrou-se vencedora da competição que funcionou como uma boa jornada de propaganda da modalidade.

A final foi presenciada pelo presidente da Câmara Municipal do Barreiro, Frederico Rosa, pelos líderes directivos dos emblemas finalistas, Sandra Luzia (Escola FF Setúbal) e João Fernandes (FC Barreirense) e do clube anfitrião, João Soeiro, presidente do União Futebol Clube Moitense.
   
A Direcção da AF Setúbal esteve representada pelo presidente Francisco Cardoso (que entregou o troféu à equipa vencedora) e pelos vice-presidentes Carlos Carmelo e João Aires.

José Manuel Esteves, presidente do Conselho de Arbitragem e João Pedro Valente, seleccionador distrital de futebol também marcaram presença no jogo e participaram na cerimónia da entrega de medalhas.


“Há duas épocas tínhamos que disputar o campeonato em Lisboa”

Para o treinador da equipa, Pedro Vieira, “a vitória deste ano, que foi a segunda consecutiva, para nós, em termos de equipa e como impulsionadores do futebol feminino no distrito de Setúbal, foi muito bom porque se nota um grande crescimento da modalidade”.

A propósito, o treinador sadino, recorda que há duas épocas atrás a “escolinha” tinha que disputar o campeonato deste escalão em Lisboa porque em Setúbal não havia mais equipas. O ano passado houve duas e esta época com o crescimento da modalidade foram cinco equipas que disputaram a competição. Espera-se que na próxima temporada possam aparecer ainda mais equipas, tanto na taça como no campeonato, pois só assim o futebol feminino pode evoluir”. 


Share on Google Plus