PALMELENSE»» Clube vai a votos na próxima sexta-feira




São duas as listas concorrentes...

CARLOS VALENTE E JOÃO PAULO SANTOS SÃO OS CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA DIRECÇÃO 

O candidato da lista A quer projectar o clube para um plano mais alargado quer em termos desportivos, quer em termos de impacto na sociedade local e o candidato da lista B, que aposta na continuidade, promete continuar a requalificar as infra-estruturas e criar condições para que no ano do centenário o clube possa estar a disputar a 2.ª Liga Nacional.


O Palmelense Futebol Clube vai a votos na próxima sexta-feira, dia 24 de Maio, com o objectivo de eleger os corpos gerentes para o biénio 2019/2021.



Ao acto eleitoral, que se realiza na Biblioteca de Palmela, pelas 21 horas, concorrem duas listas. A lista ‘A’, cujo candidato à presidência da direcção é Carlos Valente e a lista ‘B’, afecta à actual direcção, liderada por João Paulo Santos, que se recandidata.

No seu manifesto eleitoral, o candidato da lista ’A’ diz que “temos todas as condições, experiência e empenho, para projectar o nosso Palmelense para um plano mais alargado, quer em termos desportivos (futebol masculino e feminino, escola de formação, atletismo e outras modalidades), quer em termos de impacto na sociedade local. Queremos que o Palmelense seja central na vida do concelho e, através da sua organização administrativa e financeira, acreditamos que crescerá de forma sustentada”.

São também candidatos por esta lista, Vítor Hugo Alves, Teresa Monteiro e Bruno Pombo, como vice-presidentes; João Carlos Torcato, secretário-geral; Emília Costa e Paula Ferreira, secretárias; Susana Valente, tesoureiro.


A lista ‘B’, por sua vez, aposta num projecto de continuidade para desenvolvimento sustentável do clube. No lançamento da sua candidatura João Paulo Santos fez questão e salientar que a nível financeiro o activo cresceu para cerca de 1 milhão de euros e o passivo reduziu para menos de 75.000 euros. A nível desportivo, as equipas do Palmelense passaram a estar na 1ª Divisão, aumentou-se o número de atletas em 48%, triplicou-se o número de equipas em competição, todas com treinadores certificados e o clube está em Processo de Certificação pela Federação. A nível de infra-estruturas, o Estádio Cornélio Palma foi requalificado com relvado sintético, foi construído um novo campo de futebol de 7 com relvado sintético, balneários e sala de formação, novo posto médico e sanitários para o público (em construção).

Sentimos que o nosso papel no clube deve continuar, que a nossa missão vai mais além e que queremos com uma Direcção reforçada e a confiança dos sócios, fazer parte do presente e do futuro do clube da nossa terra. Continuaremos a reabilitação das infra-estruturas desportivas requalificando o estádio Cornélio Palma para realização de jogos de campeonatos nacionais. Como clube formador manteremos a aposta na formação qualificada dos nossos jovens atletas no âmbito dos requisitos de certificação da Federação Portuguesa de Futebol, garantindo o crescimento integral dos atletas a nível desportivo, académico, cívico e social. E, criaremos as condições para no ano de centenário (2024) almejarmos estar a disputar a 2.ª Liga Nacional”.

Pela lista ‘B’ são também candidatos Victor Conduto, Raul Jacinto, Mário Barrelas, como vice-presidentes; Sónia Martins, tesoureira; Maria Dulce Marques, secretária-geral; Paula Nunes e Vítor Borges, secretários. Rui Chumbita Nunes será candidato a presidente da Mesa da Assembleia Geral e Luís Pedro Mares ao Conselho Fiscal.


Share on Google Plus