FUTEBOL FEMININO»» Paio Pires – Almada durou apenas 40 segundos


Provavelmente terá sido batido um recorde mundial…

ESPECTADOR ENTRA EM CAMPO, AGRIDE TREINADOR DO ALMADA E O JOGO TERMINA ALI

Quezílias antigas deverão ter estado na origem do incidente que foi cometido por um adepto do Paio Pires. O clube diz que não tem culpa mas sente-se responsável e assume tudo o que possa acontecer em matéria disciplinar.

No Campo Vale da Abelha, em Paio Pires, terá sido batido no último domingo, dia 6 de Outubro, o recorde do jogo de futebol com menos duração em todo o mundo, jogaram-se apenas 40 segundos.

Em campo estavam as equipas seniores femininas do Paio Pires e do Almada que disputavam o primeiro jogo oficial da época a contar para a Taça da Associação de Futebol de Setúbal. A árbitra tinha apitado para o início do encontro mas este durou apenas 40 segundos porque entretanto um espectador entrou em campo e agrediu o treinador do Almada.


Conta quem viu que “ninguém se apercebeu de nada devido à rapidez com que o acto foi consumado”.

Segundo a nossa fonte de informação “as forças de segurança presentes (PCS’s) agiram prontamente e neutralizaram o agressor (um jovem de 18 anos) que foi de imediato retirado do recinto desportivo”.

Perante esta situação, a Juiz do encontro solicitou a presença da GNR que chegou 24 minutos depois do incidente. Esta, tomou conta da ocorrência e, como estava tudo calmo, foi-se embora porque não havia sido requisitada, dado que se tratava de um jogo de risco reduzido, para o qual era apenas exigida a presença dos denominados PCS’s.

Por considerar que não estavam reunidas as condições para prosseguir, a árbitra resolver não reiniciar a partida alegando questões de segurança. Pormenor que o Paio Pires contesta porque “as condições eram as mesmas que existiam quando o encontro se iniciou” e o ambiente estava totalmente calmo.


Paio Pires lamenta situação

Jorge Lopes, presidente do Paio Pires “lamenta a situação e entende que o clube não tem culpa mas sente-se responsável e assume tudo o que possa acontecer em matéria disciplinar”. De qualquer modo acrescenta: “estamos incrédulos porque tanto o Paio Pires como o Almada queriam continuar a jogar. Em tantos anos de futebol nunca vi um árbitro dar um jogo por concluído aos 40 segundos, quando estava tudo pacífico”.


Rui Lourenço não comenta incidente

Por parte do Almada, uma fonte ligada ao clube adiantou ao nosso jornal que o treinador Rui Lourenço [que durante várias épocas representou o Paio Pires], assim que entrou em campo “foi logo ofendido com impropérios desde filho da p… a traidor, vigarista e até ameaçado de morte”.

Contactado pelo nosso jornal Rui Lourenço não confirmou nem desmentiu a agressão, assim como as provocações limitando-se apenas a dizer que não fazia comentários porque o caso estava a ser tratado pela direcção e pelo advogado do Almada.

As duas equipas voltam a defrontar-se no próximo domingo, às 14 horas, mas agora no Campo do Pragal, em jogo relativo à 1.ª eliminatória da Taça de Portugal.  

Share on Google Plus