TAÇA REVELAÇÃO»» Benfica 1 SC Braga 1 (1-3) gp - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

quinta-feira, 6 de maio de 2021

TAÇA REVELAÇÃO»» Benfica 1 SC Braga 1 (1-3) gp

 


Águias atiraram por quatro vezes ao ferro…



SC BRAGA FOI MAIS COMPETENTE NOS PENALTIS

 



Bracarenses foram para o intervalo a ganhar por 1-0, águias empataram no último minuto da compensação, no prolongamento não houve golos e nos penaltis a equipa visitante foi melhor.


 


O SC Braga obteve o passaporte para a final da Taça Revelação que se disputa no próximo dia 11, em Leiria, ao eliminar o Benfica nas meias-finais no desempate por grandes penalidades, num jogo que teve momentos de grande emoção e grande espectacularidade.


As equipas apresentaram-se em campo com o mesmo objectivo mas com esquemas tácticos diferentes, o Benfica com um futebol mais apoiado e os bracarenses a apostar nos passes longos à procura da sua principal referência no ataque, Vítor Oliveira, que se lesionou aos 23 minutos.



O Benfica foi a primeira equipa a criar perigo por João Resende (9’) mas o SC Braga respondeu por Vítor Oliveira (12’). O jogo estava equilibrado mas as águias voltaram a estar perto do golo de novo por João Resende (26’) que obrigou Lukas Hornicek a defesa apertada. Os bracarenses reagiram, ameaçaram duas vezes por Rodrigo Gomes e acabaram mesmo por marcar, por Eduardo Ribeiro (42’).



Depois do intervalo as águias entraram dispostas a mudarem o rumo dos acontecimentos mas como as coisas não estavam a sair bem, Luís Castro mexeu na equipa que ficou mais agressiva, após a entrada de Henrique Pereira e, aos 82 minutos arriscou tudo com a entrada de David Barrero e Vasco Paciência.


A pressão do Benfica era enorme e já em período de compensação atirou por duas vezes a bola à barra, uma por Barrero e outra pelo guarda-redes Samuel Soares. O jogo estava impróprio para cardíacos e quando decorria o último minuto o Benfica conseguiu chegar finalmente ao golo por David Barrero, na cobrança de um livre, que levou o jogo para prolongamento. Neste período há ainda a registar mais duas bolas atiradas ao ferro, por Henrique Jocu (103’) e Luís Semedo (119’).


Nas grandes penalidades Vilela, Eduardo Ribeiro e Pelegrini marcaram pelo SC Braga e Luís Semedo pelo Benfica.

  

 

 

TREINADORES…

Luís Castro (Benfica): “Sabíamos que o Braga vinha forte mas perante o que se passou sinto alguma injustiça. Carregámos com tudo e tivemos oportunidades para vencer o jogo mas o futebol também é isto. Acertámos mais vezes no ferro do que na baliza e isso não é normal”

 

Artur Jorge (SC Braga): “Estou satisfeitíssimo com o desempenho dos meus jogadores que tiveram uma postura muito competente dentro de campo. Fomos uma equipa muito agressiva desde o primeiro minuto e viemos aqui ao Seixal à procura daquilo que precisávamos”.

 

 

 

FICHA DO JOGO

 

Jogo no Benfica Campus, Seixal

ÁRBITRO: Hélder Carvalho (Santarém), auxiliado por Rafael Escudeiro e Francisco Pereira

 


BENFICA: Samuel Soares; João Tomé, António Silva, Adrian Bajrami, Rafael Rodrigues; Henrique Jocu, Martim Neto (Cher Ndour, 71’), Pedro Santos (Vasco Paciência, 82’); Gerson Sousa (David Barrero, 82’), Samuel Pedro (Henrique Pereira, 71’) e João Resende (Luís Semedo, 71’).


Treinador: Luís Castro



 

 

SC BRAGA: Lukas Hornicek; Diogo Fonseca, Guilherme Soares, Miguel Vilela, Leonardo Buta (José Pedro, 90+4’); Jean Baptiste, Rodrigo Gomes, Pedro Santos (André Ferreira, 71’); Vítor Oliveira (Eduardo Ribeiro, 23’), Hernâni Infande (Nuno Cunha, 90+4’) e Bernardo Caldeira (Bruno Pelegrini, 71’).

Treinador: Artur Jorge

 

Ao intervalo: 0-1


Marcadores: 0-1, Eduardo Ribeiro (42’); 1-1, David Barrero (90+8’)


Disciplina: cartão amarelo para Martim Neto (14’), António Silva (40’), Diogo Fonseca (59’), André Ferreira (79’), Guilherme Soares (90+2’), Rafael Rodrigues (90+6’), Samuel Soares (90+7’), João Tomé (98’), Miguel Vilela (114’)

loading...

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here