1.ª DIVISÃO AF SETÚBAL»» Amora 7 Sesimbra 0

Sesimbra fez um jogo para esquecer…

AMORA COM UMA EXIBIÇÃO BASTANTE CONVINCENTE NÃO DÁ QUALQUER HIPÓTESE AO ADVERSÁRIO

O Amora venceu de forma robusta e dilatada a equipa do Sesimbra em jogo realizado no Estádio da Medideira relativo à 28.ª jornada do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão.

A goleada é um castigo demasiado severo para a equipa orientada por Carlos Ribeiro que foi bastante permissiva no seu sector mais recuado e foi completamente ineficaz no aspecto ofensivo. E, o Amora, que realizou uma boa exibição, é evidente, tirou o melhor proveito disso.

De qualquer forma, uma coisa é certa, este terá sido por certo um resultado que muito provavelmente não estaria nas previsões dos mais optimistas devido essencialmente à boa carreira que o Sesimbra tem vindo a realizar neste campeonato, sendo exemplo disso mesmo a bom jogo feito na última jornada com o Olímpico do Montijo.

Com uma entrada forte no jogo a equipa orientada por José Carvalho adiantou-se no marcador aos quatro minutos na sequência de um ataque rápido iniciado por Bandeira e finalizado por Balela.

O Amora continuava com o sinal mais na partida mas aos 21 minutos o Sesimbra desperdiçou uma boa ocasião para marcar, por Nascimento que atirou por cima só com Madureira pela frente.

O ascendente da equipa da casa era uma realidade e aos 25 minutos Bandeira elevou a contagem para 2-0 fazendo um golo de belo efeito com um remate à entrada da área.

Apesar da desvantagem a equipa sesimbrense continuava a lutar por um resultado diferente e já em período de compensação para o intervalo só não marcou porque Madureira não permitiu ao fazer uma espectacular defesa, após remate de David Rodrigues.

Na segunda parte o domínio do Amora foi ainda mais acentuado e os golos foram surgindo de forma perfeitamente natural. Bandeira assistido por Joca fez o 3-0, aos 50 minutos, matando completamente o jogo e depois foi um verdadeiro festival de golos, sendo dois marcados de penalti por França (69’) e Hugo Graça (74’), que permitiu a defesa de Gustavo mas depois marcou na recarga e os outros por Bernardo (59’) e Bruninho que fechou a contagem, já em tempo de compensação (90+2’, na recarga a uma bola devolvida pela barra depois de forte remate à entrada da área de Joca.

No final, não ficou qualquer dúvida, vitória da melhor equipa em campo que continua na luta pelo segundo lugar que dá acesso directo à 1.ª eliminatória da Taça de Portugal da próxima temporada.


Na próxima jornada o Sesimbra recebe um dos aflitos [Comércio Indústria] e o Amora tem uma deslocação bastante difícil à Moita. 








Share on Google Plus