2.ª DIVISÃO AF SETÚBAL»» Luso 3 Palmelense 4

Luso vendeu muito cara a derrota…

QUEM PENSOU QUE ERAM FAVAS CONTADAS ENGANOU-SE REDONDAMENTE

O Palmelense, que já havia garantido a subida de divisão mas ainda se encontra em luta [com o FC Setúbal] pela conquista do título de campeão, não teve tarefa fácil no Campo da Quinta Pequena onde defrontou o Luso do Barreiro, que actualmente se encontra em penúltimo lugar.

O excesso de confiança [porque na jornada anterior o Luso tinha perdido por 9-0] e o facto do jogo se realizar num pelado terão sido muito provavelmente alguns dos factores que contribuiram para a forma como o jogo foi decorrendo.

O Palmelense foi a primeira equipa a marcar por Djá [que fez um hat-trick], aos 30 minutos mas a resposta do Luso não demorou e cinco minutos Piri, empatou, mas ainda antes do intervalo (42’) Djá voltou a colocar a equipa de Palmela na frente do marcador, que ao intervalo assinalava 1-2.

Na segunda parte, logo aos cinco minutos, o homem do jogo, Djá, voltou a fazer das suas e colocou o Palmelense a ganhar por 3-1.

O Luso continuava a dar boa réplica e, aos 60 minutos, Ulisses reduziu para a diferença minima, dando a ideia de que o jogo poderia ficar relançado. Contudo, não foi isso que aconteceu porque logo de imediato Pombo (62’) fez o 4-2, fazendo descansar de certa forma as hostes palmelenses que sofreram entretanto um novo sobressalto com o terceiro golo do Luso (80’), e o segundo da conta pessoal de Piri, que fechou a contagem.

Em suma, não foram favas contadas como muito estavam à espera porque a equipa do Luso teve de facto uma prestação bastante positiva disputanto o jogo taca a taco como se pode verificar pela forma como o marcador foi evoluindo.

Na próxima jornada o Luso desloca-se ao Cercal do Alentejo e o Palmelense encerra a sua participação no campeonato [porque folga na última jornada] jogando em casa com o Estrela de Santo André. 

Share on Google Plus