XADREZ»»Torrense subiu à 2.ª Divisão Nacional

Modeste Mendes, jovem guineense de 24 anos é o grande impulsionador da modalidade…

EM APENAS QUATRO ANOS FORAM VÁRIOS OS TÍTULOS CONQUISTADOS

A equipa da Torre da Marinha que disputa o Campeonato Nacional da 3.ª Divisão terminou a Série F da fase regular em primeiro lugar garantindo assim a subida de divisão, um feito deveras notável para quem começou apenas há quatro anos.

No dia 6 de Maio realiza-se a fase das eliminatórias onde o Torrense vai decidir com o GX Alekhine a sua continuidade em prova. Mas, aconteça o que acontecer, uma coisa é certa, o mais importante está conseguido.

“A subida de divisão foi muito importante para nós. Temos vindo a formar uma equipa equilibrada e este ano conseguimos atingir o objectivo. Estamos orgulhosos”, disse a propósito Modeste Mendes, o treinador da equipa.

O jovem guineense de 24 anos, que é também jogador, seccionista, vice-presidente da AX Setúbal e ocupa um cargo na estrutura da FP Xadrez, confessou que não foi nada fácil de conseguir. 

“Houve competição até ao fim. Terminámos em igualdade pontual com o segundo classificado e só subimos de divisão porque fomos melhores no confronto directo”.


A modalidade, que está devidamente enraizada no clube, tem nesta altura 40 praticantes que vão competindo regularmente. E, Modeste Mendes, que está muito próximo de se tornar mestre nacional, deixa algumas sugestões para quem se quer tornar de facto um bom jogador de xadrez.

“É preciso treinar muito e ter algum tempo para dedicar à modalidade que exige também algum grau de inteligência. No meu caso pessoal, direi que tenho uma grande paixão pelo xadrez. Comecei a jogar nas escolas mas só evolui quando vim para o clube devido às competições”, referiu Modeste Mendes que já foi campeão distrital e vencedor de vários torneios.


Satisfeito com o trabalho realizado estava também o coordenador da secção, Francisco Santos, que realçou o facto de em apenas quatro anos o clube ter conquistado já “vários títulos de campeões distritais, desde os Sub-8 aos Sub-20” e de agora ter cometido a proeza de subir à 2.ª divisão nacional.

Share on Google Plus