JUVENTUDE MELIDENSE»» Luís Chainho deixou o cargo de treinador - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

22 de novembro de 2019

JUVENTUDE MELIDENSE»» Luís Chainho deixou o cargo de treinador


Fique a saber os motivos da saída…

“NÃO ESTAVAM REUNIDAS AS CONDIÇÕES PARA CONSEGUIR IMPLEMENTAR O MEU TRABALHO”

Luís Chainho, é um treinador livre para abraçar outro projecto
Luís Chainho deixou o comando técnico da Juventude Melidense, último classificado do Campeonato Distrital da 2.ª Divisão. A intenção foi manifestada no final do jogo com o Samouquense e confirmada depois em reunião efectuada com os dirigentes do clube.

Mas quais foram as razões que levaram Luís Chainho a tomar esta decisão, foi isso que procurámos saber. 

“Senti que já não estavam reunidas as condições para conseguir implementar o meu trabalho, devido às imensas limitações em termos de jogadores disponíveis para treinar, situação que se reflecte depois ao fim de semana nos jogos onde os resultados não são de acordo com a qualidade do treino. Há 3 meses que treinamos só com um guarda-redes e a acrescentar a isso um lote de jogadores que, devido a lesão, ainda não conseguiram dar o contributo à equipa. E, somando a isto, a forma como no domingo perdemos no Samouco a jogar contra oito jogadores, depois de estarmos a ganhar”, explicou.

“Para se construir uma equipa é importante que os jogadores ganhem rotinas e forma física e isso não estava a ser conseguido”, complementou Luís Chainho que na hora de ir embora deixou algumas palavras de apreço para com a direcção do clube e para os jogadores.

“Agradeço à direcção a oportunidade que me deu de voltar a treinar e aos jogadores que foram exemplares na forma como se aplicavam nos treinos, apesar das respectivas limitações”.


Disponível para outros projectos

Luís Chainho, que possui o Curso UEFA PRO desde 2001, está ligado ao futebol há 24 anos, durante 16 anos esteve inserido num projecto de uma escola de formação, Grandolafoot, e tem desenvolvido a sua actividade de treinador em clubes da região, nomeadamente no Grandolense, Alcacerense, União Santiago (onde foi adjunto 3.ª Divisão) e Ginásio de Tavira. Para além de tudo isto, estagiou com José Mourinho no Leiria, com Carlos Carvalhal no Belenenses e com o Paco Fortes no Farense.

Em relação ao futuro Luís Chainho deixou a indicação que se mostra receptivo a novas propostas dado que é sua intenção prosseguir a sua carreira de treinador. 

“Desde o momento em que decidi voltar ao treino, foi com o objectivo de estar em actividade. Neste momento já tive um contacto mas nada ainda em concreto. Por isso, estou disponível para conversar e abraçar novos desafios”.

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here