COSTA DE CAPARICA»» Nuno Ferreira fala do jogo de Palmela - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

14 de novembro de 2019

COSTA DE CAPARICA»» Nuno Ferreira fala do jogo de Palmela

Treinador considera que a equipa de arbitragem foi a melhor em campo…

“PERDEMOS CLARAMENTE UMA BOA OPORTUNIDADE DE SAIR COM OS TRÊS PONTOS”

"Vínhamos de um jogo delicado, com uma história peculiar e era imperativo assumirmos o jogo e procurarmos a vitória, logo desde o apito inicial. Procurámos estudar o Palmelense da melhor maneira que sabíamos e, de uma forma geral, fomos sendo capazes de nos superiorizar ao adversário. Chegamos ao golo à passagem dos 20 minutos, num bom movimento de pressão na primeira fase de construção do Palmelense. Íamos conseguindo gerir e controlar os vários momentos do jogo e criámos 2/3 situações em que poderíamos ter aumentado a vantagem, mas não conseguimos. Utilizando a gíria, quem não marca sofre, já perto do intervalo, na sequência de um canto defendido por nós em cima da linha, surge um novo pontapé de canto a favor do Palmelense que viria a conseguir desta feita o empate. Este seria o resultado com que chegávamos ao intervalo, resultado que não era do nosso agrado pela forma como havíamos jogado toda a primeira parte.

À entrada para a segunda parte encontrámos um maior equilíbrio por parte do nosso adversário e demorámos um pouco mais a chegar à qualidade, que havíamos imposto na primeira parte. Ponto máximo dessa fraca organização que vínhamos apresentando, foi o penalti conseguido pelo Palmelense, bem assinalado pelo árbitro, aos 66 minutos.


Na conversão, o nosso guarda-redes impede de forma categórica que o Palmelense se adiante no marcador e foi nesse momento que voltámos a crescer.

As oportunidades de golo começaram a surgir e a nossa qualidade voltou a aparecer. Começámos a chegar com maior perigo à baliza do Palmelense, mas sem conseguir finalizar as (poucas) oportunidades que iam surgindo. Aos 85 minutos, surge a oportunidade mais flagrante para chegar ao golo que nos poderia garantir os três pontos. Desta vez, um penalti a nosso favor que, também, não deixa dúvidas, onde também não tivemos a mestria de concretizar, perante uma belíssima intervenção do guarda-redes contrário.

No geral, não fomos capazes de nos evidenciar perante o Palmelense e perdemos claramente uma boa oportunidade de sair com os três pontos do nosso lado. E esses dois pontos perdidos não os conseguiremos resgatar em lado nenhum.


Termino, como habitualmente (ao contrário do que fiz a semana passada), deixando uma vénia à arbitragem de Henrique Pires. Considero que não houve momento algum ao longo do jogo em que as suas decisões tenham sido alvo de discórdia por parte das duas equipas. Foi marcando faltas aqui e ali, assinalou dois penaltis, um para cada lado, não havendo, igualmente, dúvidas e termina com uma expulsão para a nossa equipa, com a qual concordo plenamente. Fosse sempre assim e não duvido que o nosso futebol distrital teria maior qualidade. Foi garantidamente a melhor equipa em campo”.

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here