QUINTAJENSE»» Luís R. Salgueiro fala da vitória sobre o Almada - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

27 de novembro de 2019

QUINTAJENSE»» Luís R. Salgueiro fala da vitória sobre o Almada


Num jogo com 19 cartões amarelos e dois vermelhos…

“FOMOS MAIS EQUIPA, TIVEMOS MAIS ENTREGA E FOMOS MAIS MADUROS DO QUE EM JOGOS ANTERIORES”


O Quintajense Futebol Clube conquistou no passado domingo a sua segunda vitória no campeonato no jogo que disputou com o Almada, no Campo Leonel Martins, na Quinta do Anjo.

O êxito alcançado [um dos mais significativos da jornada] foi obtido com golos marcados ainda no decorrer da primeira parte, por Rafael Rocha (15’) e Tiago Freitas (35’).

Pena foi o número excessivo de cartões mostrados pelo árbitro, 21 no total; sendo 11 amarelos para jogadores do Quintajense, mais um amarelo para a delegada ao jogo e um vermelho ao treinador e 7 amarelos e um vermelho para jogadores do Almada.

Vitória sem contestação

No final do jogo a satisfação era grande entre as gentes da Quinta do Anjo, onde se incluía também o treinador Luís Ricardo Salgueiro:

“Mostrámos mais uma vez que temos qualidade, que somos uma equipa que tenta praticar bom futebol e conseguimos uma vitória na minha opinião sem contestação, sobre um candidato à subida de divisão. Neste jogo, fomos mais equipa, tivemos mais entrega e fomos mais maduros do que em jogos anteriores. Na minha opinião, e os resultados são prova disso, a juventude e alguma falta de maturidade deste plantel, têm sido factores importantes para as derrotas que temos tido. Basta ver que, à excepção da jornada anterior perdemos sempre pela margem mínima e com golos sofridos no fim, ou já em descontos. Mas isto faz parte do crescimento deste plantel jovem (média 20/21 anos), são "dores" de crescimento, inclusive eu, que também estou a crescer e a aprender nesta minha primeira experiência como treinador de seniores”.


Excesso de zelo

Sobre o excesso de zelo do árbitro da partida, o treinador do Quintajense referiu que “para quem não viu o jogo, pode pensar que foi uma batalha campal, mas não. Infelizmente, tivemos uma equipa de arbitragem que deixou os jogadores da equipa adversária falar da forma como quiseram. Claramente intimidados, foram distribuindo cartões para o QFC (11 amarelos para 14 jogadores utilizados), mais uma amarelo para a delegada da minha equipa e ainda me expulsou a mim”.

E, a concluir, Luís Ricardo Salgueiro fez questão de dizer que “não éramos a pior equipa do campeonato pelos resultados obtidos nem passámos agora a ser a melhor. Temos um longo trajecto a percorrer. Portanto, só trabalhando diariamente os resultados vão aparecer. Aproveito para deixar uma palavra para o grupo de trabalho que apesar de jovem tem feito tudo para assimilar novas ideias”.

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here