REDE DESCOBERTA NO AEROPORTO»» Luís Reforço é um dos detidos - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

terça-feira, 23 de junho de 2020

REDE DESCOBERTA NO AEROPORTO»» Luís Reforço é um dos detidos

 

Na sequência de uma investigação a funcionários da Autoridade Tributária

DESVIAVAM TABACO E PERFUMES E FICAVAM COM OBJECTOS DOS PERDIDOS E ACHADOS

 


Luís Reforço, árbitro da Associação de Futebol de Setúbal (categoria C2), de 45 anos, foi detido ontem pela PSP na sequência de uma investigação a funcionários da Autoridade Tributária que exerciam funções no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.

 

A polícia procedeu ontem à detenção de 14 funcionários da AT  sob a acusação de fazerem parte de uma rede que «facilitavam a entrega e chegada de objectos», revelou à Agência Lusa o Comandante Operacional da Divisão Criminal de Lisboa, Nuno Pereira, que acrescentou que a investigação decorria há mais de um ano.

 

Além da detenção destes 14 indivíduos, outros 13 foram constituídos arguidos e vão responder pela acusação de peculato e falsificação de documentos. Os objectos eram retidos e dados como perdidos e ao não serem reclamados eram vendidos ou em algumas situações usados em benefício próprio dos agora arguidos nesta operação.


 

A operação de ontem decorreu nos distritos de Lisboa, Porto, Santarém, Setúbal, chegou igualmente aos Açores e entre os investigados está o árbitro Luís Reforço.

 

«Ao longo de aproximadamente um ano foram investigados vários crimes praticados por funcionários da Autoridade Tributária, no Aeroporto Humberto Delgado (Lisboa), no âmbito das suas funções, nomeadamente a apropriação ilegítima de objectos e mercadorias que os mesmos tinham acesso no âmbito da sua actividade profissional, os quais, escapando ao controlo e supervisão, passavam a integrar as suas esferas patrimoniais», podia ler-se num comunicado da PSP que acrescenta que «a PSP recolheu provas tendo em vista a consolidação dos indícios já recolhidos e que resultaram na execução de 27 buscas domiciliárias e dezenas de outras não domiciliárias».


 

O comunicado refere depois que foram variados objectos foram «desencaminhados do aeroporto e encontrados nas habitações dos arguidos, destacando-se relógios, perfumes, computadores portáteis, telemóveis e outros objectos de natureza genérica».

 

Recorda-se que ainda recentemente Luís Reforço havia sido protagonista de uma outra situação insólita, esta no âmbito da sua actividade como árbitro de futebol.

 

O polémico Torreense-Anadia apitado por Luís Reforço: penálti repetido três vezes, dois vermelhos e um árbitro desorientado - "Havia um doido em campo"


Post Bottom Ad

Responsive Ads Here