FUTSAL»» Clubes propõem alterações nos escalões de formação - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

sexta-feira, 19 de junho de 2020

FUTSAL»» Clubes propõem alterações nos escalões de formação

Proposta foi apresentada à Federação Portuguesa de Futebol…


CLUBES DE FUTSAL QUEREM UMA 2.ª DIVISÃO NACIONAL NOS ESCALÕES DE FORMAÇÃO


CR Piedense, Barreirense, CR Sobredense, AD Quinta do Conde e União e Progressão de Vendas de Azeitão fazem parte dos clubes proponentes

  


Um conjunto de clubes de norte a sul do país do qual fazem parte o Clube Recreativo Piedense, Grupo Musical e Desportivo União e Progresso Vendas de Azeitão, Futebol Clube Barreirense, Clube Recreativo Sobredense e AD Quinta do Conde enviaram à Federação Portuguesa de Futebol uma proposta para a criação de uma segunda divisão nacional de futsal nos escalões de formação (sub-15, sub-17 e sub-19), na época 2020-2021

 

Na proposta enviada, os clubes apurados para as taças nacionais dão conta que “com a criação desta nova divisão, o futsal nacional de formação dá um passo enorme na evolução da modalidade. As equipas que devem ter a possibilidade de competir nesta nova divisão, serão as mesmas que teriam acesso à Taça Nacional dos diversos escalões na presente temporada, e que infelizmente não puderam competir tendo em conta toda esta situação pandémica. Tendo por base a reformulação dos quadros competitivos no futsal feminino, que em tudo eram semelhantes ao dos escalões de formação, e numa lógica de igualdade de oportunidades e direitos, propomos que os mesmos quadros se apliquem aos escalões de sub-15, sub-17 e sub-19, criando, assim, uma divisão intermédia entre os distritais e o campeonato nacional”.

 

“Não achamos justo que o futsal de formação tenha uma organização tão díspar, quer dos campeonatos seniores de futsal como dos campeonatos de formação de futebol onde, nomeadamente, todos os campeões distritais sobem ao campeonato nacional, ao passo que no futsal apenas disputam uma taça nacional. Não propomos subida directa ao campeonato nacional, mas sim a criação de um patamar intermédio”, deixam bem vincado.

 


Para a criação desta nova divisão já na temporada de 2020 / 2021 os clubes apontam as seguintes justificações:

 

Nenhuma equipa dos respectivos campeonatos nacionais de futsal de formação desce de divisão na presente temporada; a criação de uma nova divisão ajusta o nível competitivo das equipas e evita que sejam sempre as mesmas no campeonato nacional; o reverso da situação anterior, ou seja, quando uma equipa do campeonato nacional desce de divisão não tem uma descida tão acentuada, como acontece actualmente; a 2.ª Divisão Nacional será um ajustamento adequado do nível competitivo entre o que existe no campeonato nacional e os campeonatos distritais; as equipas dos campeonatos distritais que até hoje nunca equacionaram a hipótese de lutarem por subir ao nacional tendo em conta a diferença gritante de níveis competitivos, encontram aqui uma nova motivação e forma de promover os seus jogadores e os seus processos de formação.


Post Bottom Ad

Responsive Ads Here