BEIRA MAR DE ALMADA»» Entrevista ao treinador Emanuel Mesquita

Jogadores estão preparados para o desafio…

“TODOS OS ADVERSÁRIOS TERÃO DE LUTAR E TRABALHAR MUITO PARA NOS TIRAREM PONTOS”

Emanuel Mesquita tem desenvolvido a sua actividade em clubes de Lisboa mas esta época optou pelo Beira Mar de Almada. Houve alguma razão especial que o tivesse levado a optar por este projecto?
Não houve nenhuma razão em particular. Decidimos que o projecto era o ideal para continuarmos a desenvolver o nosso trabalho. Já trabalhei em Lisboa, na margem sul e no Alentejo. Mediante os projectos que têm aparecido, escolhemos aquele que entendemos ter mais condições para que o nosso trabalho se desenvolva da melhor forma.

Tratando-se de gente nova e de um novo projecto. Pergunta-se, foi difícil montar a estrutura para colocar a máquina a funcionar?
A equipa técnica já trabalha junta há algum tempo. Mesmo quando não estamos com nenhuma equipa, trabalhamos juntos para nos prepararmos para o projecto seguinte. No que diz respeito aos jogadores também conhecíamos a maioria. O que facilitou a adaptação.

O plantel que tem à sua disposição corresponde aos seus anseios?
Um treinador é um eterno insatisfeito. Eu pelo menos sou assim. Quero mais e melhor. Mas, honestamente, estou muito satisfeito com o grupo de jogadores que tenho. Temos um plantel equilibrado, competitivo e com bastante qualidade. O único aspecto que nos pode prejudicar é o facto de a grade maioria do grupo ser muito jovem e não ter qualquer experiência de futebol sénior e desta divisão. Mas nada que não vá ser ultrapassado com trabalho e talento deles.


"Acredito que vamos ser uma agradável surpresa"

Depois de ter disputado a fase de grupos da Taça AF Setúbal e os primeiros jogos do campeonato já tem ideia daquilo que a equipa é capaz de fazer?
A equipa o Beira Mar vai ser competitiva. Isso é uma certeza. Todos os nossos adversários terão de lutar e trabalhar muito para nos tirarem pontos. Estamos preparados para o nível do desafio e acredito que vamos ser uma agradável surpresa.

Todos os adversários falam da dificuldade que é jogar no campo do Beira Mar devido às suas reduzidas dimensões. Considera isso uma vantagem para a sua equipa?
De todo! Nós temos de treinar sempre em espaços reduzidos, com um sintético muito usado, quando praticamente todos os campos desta divisão são de dimensões muito boas. Mas vamos ter de conseguir arranjar estratégias para sermos fortes em casa e conseguirmos criar o máximo de dificuldades aos nossos adversários. Seja em casa seja fora.


Por aquilo que conhece de Lisboa e Setúbal. Qual dos dois campeonatos é mais competitivo?
Este ano claramente Setúbal. Existem pelo menos 6/7 equipas que investiram o suficiente para serem candidatos a subir. A juntar a equipas muito experientes e que têm igualmente orçamentos muito elevados. Não me recordo de ver uma 1ª Distrital de Setúbal tão forte. Por outro lado, e porque não deixo de seguir e acompanhar, a Pro Nacional de Lisboa nos últimos 2/3 anos baixou um bocadinho o nível global. Mas continua a ter equipas muito boas.

Share on Google Plus