LAGAMEÇAS»» Dérbi com Águas de Moura foi vivido de forma intensa

Nuno Couto, treinador da equipa…

“ESTES JOGOS MEXEM SEMPRE MAIS COM A POPULAÇÃO, COM OS JOGADORES E COM A EQUIPA TÉCNICA”

Em cinco jogos realizados a equipa ainda não sofreu qualquer derrota, segue em segundo lugar na tabela classificativa e nos seus horizontes está o apuramento para a fase seguinte da competição.


Lagameças e Águas de Moura, duas equipas vizinhas, do mesmo concelho, defrontaram-se no Campo Adelino Caio Esteves, num jogo que foi vivido de forma intensa não só pelos jogadores mas também por toda a população, dada a rivalidade existente entre os dois emblemas.

No final registou-se um empate a duas bolas. O Águas de Moura começou melhor e adiantou-se no marcador aos cinco minutos com um golo de Filipe, o Lagameças respondeu por Sérgio Alegrias que empatou aos 20 mas Sobral aos 35 minutos voltou a colocar a equipa visitante em vantagem que perdurou até aos 89 minutos, altura em que Ruben Martins, estabeleceu o resultado final.

Nuno Couto, treinador do Lagameças, considera que o empate foi um resultado positivo para sua equipa. O Águas de Moura teve um ligeiro ascendente na primeira parte e marcou dois golos, sendo o segundo obtido de forma ilegal porque há um jogador em posição de fora-de-jogo, mas na segunda parte nós fomos claramente superiores. Os jogadores tiveram uma atitude fantástica e acabaram por ser compensados com o golo do empate quase no fim”.


Jogadores motivados

A entrada menos boa do Lagameças, na opinião do seu treinador, tem a ver com a pressão que existia à volta do encontro.

“Durante a semana os jogadores, os familiares e a população em geral estava a aguardar o dérbi com grande expectativa e isso causou alguma pressão nos momentos iniciais da partida. Na segunda parte conseguimos aliviar um pouco a pressão e as coisas melhoraram. Mas, mesmo durante o jogo, na bancada e à volta do campo, era notório que o apoio dos adeptos era mais intenso que em jogos normais. Não há dúvida que estes jogos mexem mais com a população, com os jogadores e com a equipa técnica”, referiu Nuno Couto.

Sobre o bom início de campeonato, o treinador do Lagameças adiantou que a nível interno a meta principal passa por alcançar o apuramento para a fase seguinte da competição.
  
“O facto de ainda não termos qualquer derrota e de estarmos em segundo lugar [apesar da fase precoce da competição], dá uma maior motivação aos jogadores, que estão a cumprir na íntegra  os objectivos que a direcção definiu. Os atletas estão focados nisso e os resultados estão a ser conseguidos com todo o mérito”, rematou Nuno Couto. 

Share on Google Plus