1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» PESCADORES 2 GRANDOLENSE 3

Pescadores ficaram reduzidos a 10 jogadores aos 50 minutos

Grandolense marca golo da vitória nos últimos segundos da partida

O Grandolense obteve na Costa de Caparica a sua quinta vitória em terreno alheio. Até agora é de facto a equipa que apresenta o melhor registo nos jogos efectuados na condição de visitante com triunfos na Baixa da Banheira (1-0), Palmela (1-0), Alfarim (3-0), C. Indústria (1-0) e agora Pescadores (3-2).

Na Costa de Caparica a vitória não foi fácil de conseguir porque o adversário apesar de se encontrar em último lugar tudo fez para alcançar um resultado diferente. Um golo marcado nos últimos segundos do jogo acabaram por dar os três pontos à equipa de Grândola para desespero dos Pescadores que pela forma como o jogo decorria acreditavam que podiam pelo menos conquistar um ponto.

O jogo que foi bastante disputado ficou marcado por uma arbitragem que mereceu duras críticas dos caparicanos que ficaram reduzidos a 10 unidades por expulsão de Bruno Almeida quando o marcador estava igualado a uma bola. Ricardo Pinto, que assinalou três grandes penalidades (duas para os Pescadores e uma para o Grandolense) é acusado também de ter tido uma nítida dualidade de critérios e de ter prolongado o jogo tempo demasiado permitindo assim que a equipa de Grândola tivesse chegado à vitória. Mas, os erros não foram somente contra os Pescadores, o seu trabalho terá prejudicado de certa maneira as duas equipas.

O Costa de Caparica foi a primeira equipa a marcar por Gelson de penalti aos seis minutos mas o Grandolense empatou aos 30, atingindo-se o intervalo com uma igualdade.

Na segunda parte, a equipa alentejana adiantou-se no marcador num penalti convertido por Cajó (65’) mas dois minutos depois a partida estava de novo empatada com outro golo de Gelson marcado também na conversão de um castigo máximo. Depois, até ao final ambas as equipas dispuseram de algumas boas oportunidades para marcar mas o golo só aconteceu mesmo ao soar do apito final com a sorte a bafejar a equipa do Grandolense que saiu assim vitoriosa.

Com os três pontos conquistados a equipa de Grândola manteve o 5.º lugar mas encurtou a distância em relação ao primeiro lugar. Os Pescadores continuam a repartir o último lugar com o Sesimbra que também perdeu nesta jornada.  



ANTÓNIO GOMES, treinador do Grandolense:

"Os jogadores estão de parabéns porque acreditaram até ao fim"

“Sabíamos que ia ser difícil porque os Pescadores precisavam de pontos e mostram sempre muito valor quando jogam em casa. Fomos surpreendidos com um penalti logo aos seis minutos e depois tivemos que correr atrás do prejuízo mas ainda conseguimos empatar ainda antes do intervalo. Na primeira parte, fizemos o segundo golo e ficámos em vantagem mas os Pescadores acabaram por empatar o jogo e complicaram bastante o nosso trabalho com o seu futebol mais directo mas nós no último quarto de hora arregaçámos as mangas e fomos à procura do golo que acabou por acontecer no último minuto do jogo, embora tivéssemos tido possibilidade de o fazer antes por Catota e Cajó. Estamos satisfeitos pela vitória porque trabalhámos para a conseguir. Foi alcançada com alguma dose de felicidade é certo mas a sorte também se procura. Estamos felizes pelos três pontos e por mais uma vitória obtida fora de casa que nos permite continuar na luta pela melhor classificação possível. O que queremos é jogo após jogo ganhar. Os jogadores estão de parabéns porque acreditaram até ao fim”.  


FICHA DO JOGO

Jogo no Campo dos Pescadores, na Costa de Caparica 
ÁRBITRO: Ricardo Pinto (Núcleo do Barreiro)

COSTA DE CAPARICA: Hernâni; Conceição, Edu, Charles, Chico; Rodrigo (Laranjeira, 44’), Ião, Bruno Almeida; Telmo (Ruben Fernandes, 85’), Gelson e Dani (Nelson, 90+5’).    
TREINADOR: Paulo Cardoso


GRANDOLENSE: Washington; Ni, Marco Soares, Idy, Mico (Wilson, 75’); Diogo, Besugo, Borges; Catota, Fábio (Calado, 80’) e Cajó.  
TREINADOR: António Gomes

Ao intervalo: 1-1
Marcador: 1-0, Gelson (6’) gp; 1-1, Cajó (30’); 1-2, Cajó (65’) gp; 2-2, Gelson (67’) gp; 2-3, Catota (90+8’).
Share on Google Plus