C. PIEDADE 1 MOURA 3 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

12 de janeiro de 2014

C. PIEDADE 1 MOURA 3

Com tanto desperdício só podia dar no que deu…

Cova da Piedade permitiu a reviravolta no marcador



O Cova da Piedade, que se encontrava invencível em casa, sofreu a sua primeira derrota no Estádio Municipal José Martins Vieira, na partida que disputou com o Moura.

A equipa alentejana acabou por justificar o triunfo devido à elevada percentagem de eficácia porque conseguiu concretizar praticamente todas as oportunidades que teve ao contrário dos piedenses que se revelaram muito perdulários no aspecto ofensivo.

A primeira parte, que decorreu de forma equilibrada mas sempre com sinal do C. Piedade, chegou ao fim com o resultado em branco.

Na segunda parte, a equipa orientada por Sérgio Bóris entrou bem no jogo e adiantou-se no marcador por intermédio de Hugo Rosa quando estavam decorridos 53 minutos e passado pouco tempo poderia ter aumentado para 2-0 e, como um mal nunca vem só, aos 71 minutos consentiu a igualdade. Logo a seguir numa bola parada Sandro desperdiçou o 2-1 e na resposta quem aproveitou foi a formação alentejana para se colocar em vantagem. Depois, nos instantes finais (89’), quando o C. Piedade tentava tudo para chegar à igualdade surgiu o terceiro golo que selou a contagem.

No cômputo geral, pode dizer-se que em termos de jogo jogado o C. Piedade foi superior, jogou melhor e teve mais oportunidades mas quem saiu a ganhar foi a equipa de Moura porque foi mais eficaz.


FICHA DO JOGO

Jogo no Estádio Municipal José Martins Vieira, na C. Piedade
ÁRBITRO: José Gorjão (Beja)

C. PIEDADE: Tiago Jorge; Rúben Nunes (David Pinto, 85’), Gaspar, Ricardo Aires, Filipe Rodrigues, França, Sandro, Carlos Carvalho (Milton, 73’); Chiquinho, Hugo Rosa (Jessy, 56’) e Dieb
TREINADOR: Sérgio Bóris

MOURA: Não foi possível obter informação

Ao intervalo: 0-0
Marcadores: 1-0, Hugo Rosa (53’); 1-1, aos 71’); 1-2, aos 74’; 1-3, aos 89’

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here