GRANDOLENSE»» Estádio Municipal está em obras - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

13 de dezembro de 2018

GRANDOLENSE»» Estádio Municipal está em obras

Só volta a jogar em casa no dia 3 de Fevereiro…

EQUIPA SÉNIOR VAI REALIZAR OS PRÓXIMOS SETE JOGOS EM TERRENO ALHEIO

Domingo joga em Águas de Moura com o Moitense, depois joga em Alcácer do Sal para a Taça AF Setúbal com o Comércio Indústria e os jogos com o Palmelense e Alcochetense vão realizar-se no campo do adversário porque chegou a acordo com os clubes para trocar a ordem dos jogos.


O Grandolense vai realizar os sete próximos jogos fora de casa em virtude do Estádio Municipal de Grândola se encontrar em obras que visam a colocação de um novo piso sintético, dado que o actual já não se apresentava nas melhores condições. As obras deverão prolongar-se até ao mês de Janeiro e o novo piso só deverá estar em condições de ser utilizado no dia 25 facto que está a causar grande transtorno porque obriga os vários escalões de futebol a andarem com a casa às costas, tanto para treinar como para jogar.


No que respeita à equipa sénior o jogo da próxima jornada com o Moitense será realizado no Campo do Olival, em Águas de Moura; no dia 22 de Dezembro desloca-se ao Vale da Amoreira para defrontar o Banheirense; no dia 30 de Dezembro joga como Comércio Indústria para a Taça AF Setúbal, em Alcácer do Sal; no dia 6 de Janeiro deveria jogar em casa com o Palmelense mas conseguiu trocar a ordem do jogo; no dia 13 desloca-se a Cacilhas para defrontar o Beira Mar de Almada; no dia 20 de Janeiro jogará em Alcochete porque conseguiu também trocar a ordem do jogo; no dia 27 desloca-se a Santiago do Cacém, estando o regresso acasa previsto para 3 de Fevereiro na recepção ao Grupo Desportivo de Sesimbra.
   
António Gomes, presidente e treinador do clube, considera que “vai ser um período difícil porque vamos estar muito tempo sem jogar em casa”. Contudo, acredita que a equipa “vai estar à altura dos acontecimentos e irá com certeza conquistar alguns pontos. Agora vai ser assim mas na segunda volta seremos nós a realizar vários jogos seguidos em casa”.  


Com o C. Piedade foi impossível fazer melhor

Em relação ao jogo da última jornada com o Cova da Piedade, o responsável máximo pelo clube adiantou que “foi difícil porque se defrontaram duas boas equipas. Eles têm uma equipa com muitos miúdos já com algum traquejo e conseguem impor um determinado ritmo ao jogo mas nós fomos iguais a eles e na primeira parte tivemos praticamente as mesmas oportunidades. Ou seja, foi um jogo repartido”.

“No início da segunda parte sofremos logo o primeiro golo, depois conseguimos empatar e quando tínhamos as coisas mais ou menos controladas tivemos um jogador expulso que nos deixou a jogar em inferioridade numérica, a partir dos 68 minutos. O Cova da Piedade pouco depois conseguiu fazer o segundo golo numa jogada rápida e as coisas tornaram-se mais complicadas. Nós ainda criámos algumas situações perigosas mas tornou-se impossível fazer melhor porque já na parte final voltámos a ficar sem mais um jogador, terminando o jogo com nove. Resta-nos agora trabalhar para conseguirmos um bom resultado frente ao Moitense”, referiu António Gomes.


Post Bottom Ad

Responsive Ads Here