PALMELENSE»» Golo anulado de forma caricata em Alcochete

Mais uma história que fica no futebol distrital…

JAIME MARGARIDO DIZ QUE FICOU A SABER QUE JÁ EXISTE VAR NA 1.ª DIVISÃO DA AF SETÚBAL

O Palmelense foi empatar na última jornada a Alcochete (0-0), resultado que pode ser considerado positivo por ter sido obtido fora de casa, contra um adversário que está mais bem posicionado na tabela classificativa. Mas, para o Palmelense, e em especial para o seu treinador Jaime Margarido, sabe a pouco porque “fomos superiores ao Alcochetense, tivemos muita posse de bola, criámos mais oportunidades e fizemos talvez o nosso melhor jogo fora de casa”, referiu.

Na opinião de Jaime Margarido “o Palmelense só não ganhou porque houve alguém que não deixou” e ironizando acrescentou “para grande surpresa minha constatei que esta época já há VAR no Distrital”.

 E passou a explicar porquê. “Aos 80 minutos fazemos golo num lance em que o guarda-redes do Alcochetense si à bola fora da pequena área, entra em choque com um companheiro de equipa e a bola sobra para um jogador nosso que faz golo”.


O árbitro assinalou golo, apontou para o centro do terreno, tudo normal. Festejámos o golo fomos para as posições. Posteriormente a árbitro saiu da sua posição, correu para o local onde estava a haver alguma pressão sobre o fiscal de linha e acabou por anular o golo quase cinco minutos depois”.

Desde que ando no futebol nunca vi uma coisa assim nem sei o que levou o árbitro a mudar de opinião. As gentes de Alcochete fizeram o seu papel mas eu tenho alguma dificuldade em compreender às vezes alguns erros das arbitragens. Penso que não fazem de propósito mas quem anda nestas coisas tem que ser corajoso, não ter medo de apitar, nem medo de ninguém”.

O que se passou foi muito estranho porque ele viu perfeitamente o lance. As pessoas riram-se da situação que foi caricata. Enfim, é mais uma história para juntar às que existem no futebol distrital”.

Share on Google Plus