COMÉRCIO INDÚSTRIA»» Preferência para a próxima eliminatória - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

segunda-feira, 13 de setembro de 2021

COMÉRCIO INDÚSTRIA»» Preferência para a próxima eliminatória

 

Presidente Vítor Augusto dá a sua opinião…


 

“SERIA INTERESSANTE UM CONFRONTO COM O VITÓRIA DE SETÚBAL”

 

Só tinha o inconveniente de uma das equipas ter de ficar pelo caminho, mas seria um momento de festa para a cidade”, refere o dirigente sadino




“Foi um jogo típico de taça pleno de emoção. Sofremos o golo no início da segunda parte e estivemos a perder quase até ao fim porque marcámos mesmo ao cair do pano, o árbitro deu seis minutos e nós empatámos nos últimos segundos. Logo no reatar da partida, já no prolongamento, sofremos uma grande penalidade que o nosso guarda-redes defendeu. A partir daí a equipa cresceu ainda mais em termos de moral, chegámos ao fim empatados e nas grandes penalidades marcamos quatro contra apenas uma do adversário, que viu o nosso guarda-redes defender duas”, contou ao nosso jornal, Vítor Augusto presidente do clube sadino, visivelmente satisfeito pelo brilharete conseguido. 



 


“Houve momentos em que nos batemos de igual para igual contra uma equipa do Campeonato de Portugal e houve momentos em que estivemos por cima. Na segunda parte do prolongamento a nossa condição atlética veio ao de cima e a outra equipa quase não saiu do seu meio-campo. Portanto, foi um jogo disputado taco-a-taco em que a nossa equipa teve um espírito de sacrifício de grande empenhamento”, complementou.


A passagem à 2.ª eliminatória foi “para nós foi uma grande alegria e um momento de júbilo, por duas razões. Por um lado, porque veio reforçar todo o trabalho que tem vindo a ser efectuado na pré-época, com grande eficiência e rigor. E, por outro lado porque após várias décadas de interregno da participação da Taça de Portugal tivemos este desempenho que é também uma homenagem por tudo o que o Comércio Indústria já fez no passado, nomeadamente na 40.ª edição da prova em que disputámos o acesso aos oitavos de final com o Varzim, que era primodivisionário e tinha alguns jogadores internacionais na sua equipa. Nesse jogo empatámos 0-0 em Setúbal e no desempate perdemos 2-1 na Póvoa de Varzim, sendo o nosso golo marcado pelo Fernando Lage, pai de Bruno Lage. Portanto, esta vitória foi um momento de alegria incontida”, realçou.



Em relação à próxima eliminatória, o presidente do clube diz que as opiniões se dividem quanto ao adversário mas não se escusou a deixar a sua. “Acho que seria interessante, até para a própria cidade, um confronto com o Vitória de Setúbal. Só tinha o inconveniente de uma das equipas ter de ficar pelo caminho, mas seria um momento de festa para a cidade”.

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here