RACING POWER FC»» Prof. Nuno Cristóvão é o novo treinador - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

quarta-feira, 22 de setembro de 2021

RACING POWER FC»» Prof. Nuno Cristóvão é o novo treinador

 

Presidente Nuno Painço e a mudança no comando técnico…


 

“O PROFESSOR DISSE-NOS QUE SÓ ACEITAVA PROJECTOS ALICIANTES E VENCEDORES”

 


Subir de divisão, chegar à final da Taça de Portugal e conquistar a Taça do Distrito de Setúbal são os objectivos do clube para esta época desportiva.

  



O professor Nuno Cristóvão, ex-treinador do Sporting e Torreense, entre outros, é o novo treinador da Racing Power Football Club que esta época vai disputar o Campeonato Nacional da 2.ª Divisão, depois de se ter sagrado campeão nacional do terceiro escalão na temporada anterior. 

 

O clube anunciou em comunicado que chegou a acordo com o credenciado técnico para esta época de 2021/2022 com mais uma de opção. Nuno Cristóvão, de 62 anos, é nada mais, nada menos que o treinador com mais títulos conquistados no futebol feminino a nível nacional.

 

A estreia do novo técnico no comando da equipa da margem sul do Tejo acontece já no próximo domingo, dia 26 de Setembro, às 15 horas, no arranque do campeonato em A-dos-Francos.

 

Com o professor Nuno Cristóvão vão trabalhar como treinadores adjuntos Cláudia Cruz, Rogério Mendes e João Semedo, sendo este treinador de guarda-redes. Certo será também que a equipa técnica irá ter mais um treinador adjunto.


Para nos falar da contratação do professor Nuno Cristóvão e outros assuntos relacionados com o clube fomos ao encontro do presidente da direcção, Nuno Painço, a quem colocámos algumas questões.


 

O Mourinho do futebol feminino

 


O clube demorou algum tempo a anunciar o novo treinador, isso quer dizer que foi uma escolha devidamente ponderada?

No nosso projecto tudo é feito com muita ponderação e responsabilidade. Os valores envolvidos neste projecto assim nos obriga a que cada decisão seja sempre em primeiro lugar em prol do mesmo. Em segundo lugar sabemos da responsabilidade que temos neste momento no panorama do futebol feminino nacional. Acima de tudo os dirigentes são para dirigir, os treinadores para treinar, as atletas para jogar. As decisões serão sempre minhas e da minha estrutura directiva e mais uma vez relembro, só trabalha connosco quem nós queremos, e não quem quer. Agradecer e reconhecer as dezenas de interessados em comandar a nossa equipa, mas está connosco quem nos queríamos.

 

Considera o prof. Nuno Cristóvão a pessoa certa para levar o clube até onde ele quer chegar?

Penso que não é novidade para ninguém o currículo do Prof. Nuno Cristóvão tem, para nós é o Mourinho do futebol feminino. O nosso projecto passa por sermos vencedores em tudo aquilo que nos envolvemos, sendo campeões subimos automaticamente de divisão, chegarmos o mais longe possível na Taça de Portugal e quando digo mais longe falo mesmo na final e vencer obrigatoriamente a Taça Distrital de Setúbal. O professor neste momento, conforme nos disse só aceita projectos aliciantes e vencedores. Posto isto, nada melhor que a junção da experiência do professor com a fome de vencer da Racing Power Football Club.

 

Começar a trabalhar a poucos dias do início do campeonato não é a melhor forma de preparar a equipa para o jogo de estreia. Apesar disso o grupo está confiante?

Penso que esta é a melhor fase do grupo trabalho. Fizemos a transição com o mister Rogério Mendes, que fará parte do staff técnico e sentimos que o plantel, pouco sentiu a mudança ou melhor ainda como jogadoras profissionais o que passou ficou para trás, o passado já lá vai, o presente e o futuro é o mais importante. Quem quer ser atleta profissional tem que estar sempre no limite e perceber que isto são situações do futebol.

 


Treinar na Arrentela e jogar na Quinta do Anjo

 


A equipa na época passada trabalhou na Trafaria depois foi para o Seixal e agora está na Arrentela e pelo que consta vai jogar na Quinta do Anjo. A que se fica a dever toda esta mudança?


É verdade, temos andado com a casa às costas e não tem sido nada fácil. O Trafaria e o seu presidente abriram as portas ao início do nosso projecto. Depois, face às limitações do campo mudámos para o Seixal, para o meu clube e para a minha terra. Queríamos ter ficado no Seixal mas foi completamente impossível a conciliação de horários de treinos e jogos. Mudámos para a Arrentela onde mais uma vez fomos recebidos de braços abertos pelo presidente António Cunha, sempre que conseguirmos jogaremos na Arrentela, quando não for possível iremos para a Quinta do Anjo. Esperemos que na próxima pré-época pelo menos 2 dos 6 campos do nosso centro de estágio já estejam prontos.



E onde se vai localizar, já se pode saber?

Apenas lhe posso dizer que será no concelho do Seixal mais propriamente na Freguesia de Corroios. Dentro de pouco tempo talvez já lhe possa dizer a localização concreta.


Relativamente à saída do Ricardo Miguel Vieira para o público em geral foi uma surpresa pelo timing em que foi anunciada. Para si também ou nem por isso?

Para mim não, foi o treinador RMV que antecipou o que certamente iria acontecer. Não gostaria muito de falar sobre a saída da equipa técnica. Quando tenho algo a dizer digo na cara e não pela comunicação social. As maiores felicidades para a sua vida pessoal e profissional é o que desejo, o resto já é passado. Tive a oportunidade de transmitir às minhas atletas que ninguém tinha o direito de lhes estragar o seu dia. O jogo de apresentação contra o Sporting uma montra para todas as atletas, grandes profissionais, por muito que tentem destabilizar não conseguirão.

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here