LEÃO ALTIVO»» Projecto de sucesso já tem 10 anos de existência



Entrevista a Paulo Correia, presidente do clube…

“SOMOS UM CLUBE FAMILIAR QUE TEM A AMBIÇÃO DE ENSINAR A PRÁTICA DO FUTEBOL E OS VALORES DA VIDA”

O Leão Altivo acaba de completar 10 anos de existência. Por isso, entendemos ser este o momento ideal para falarmos um pouco sobre o projecto e, nesse sentido, convidámos o presidente Paulo Correia, um homem multifacetado; professor de educação física com o curso de treinador de futebol UEFA PRO, treinador da equipa de Juniores do Amora que está a disputar o Campeonato Nacional da 2.ª Divisão e gerente da Friends Company, empresa que gere a formação do Amora Futebol Clube e do Leão Altivo

O principal objectivo era falar do 10.º aniversário do Leão Altivo. Contudo, tendo em conta o recente apuramento da equipa de juniores do Amora [da qual é treinador] à segunda fase da competição, resolvemos começar por aí.  

Juniores do Amora na segunda fase

- O grupo de trabalho está de parabéns pelo feito conseguido. Mas, neste momento há uma pergunta que se impõe. E agora, o objectivo é a subida de divisão?

- Olhe, tenho 20 anos de treinador e já passei por alguns projectos. No Amora já treinei vários escalões, incluindo aos seniores, e atingi sempre os objectivos propostos; trabalhar de forma séria, acreditar no trabalho e ver até onde ele nos leva. Assim vai ser, vamos continuar a trabalhar e veremos até onde o nosso trabalho nos leva.

- Ao que consta, este é um grupo que já trabalha junto há alguns anos…
- Sim, já trabalho com alguns destes jogadores há mais de 10 anos, desde o tempo em que era coordenador da Academia do Sporting de Corroios. Tenho recebido algumas propostas mas nenhuma me conseguiu convencer em os deixar, embora reconheça que o futuro é uma incógnita. Como reparou durante a época, preferi não dar entrevistas, nem publicar post’s, porque o que quero é trabalhar em tranquilidade, tal como dizia o meu amigo Paulo Bento. Por isso, ficamos por aqui e veremos até onde o trabalho nos leva, refiro-me ao meu trabalho, ao trabalho da minha equipa técnica, ao trabalho da Sad, ao trabalho do presidente, ao trabalho dos jogadores; ou seja, ao trabalho de todos.


Nunca tivemos a ambição de ser o melhor clube do distrito

- Muito bem, falemos então do Leão Altivo. Que resumo pode fazer daquilo que têm sido estes 10 anos de Leão Altivo?

- O projecto foi desde o primeiro dia um sucesso porque nunca tivemos a ambição de ser o melhor clube do distrito, nem tivemos a ambição de vencer tudo e todos, somos apenas um clube familiar com a ambição de ensinar o jogo de futebol e os valores da vida. 

 - Mas tem conquistado muitos títulos individuais e colectivos!
 - Sim, os jogos foram feitos para ganhar, mas para ganhar é preciso perceber o jogo, o nosso papel tem sido ensinar o jogo [mais propriamente no futebol de 7] de uma forma correcta e, pelos vistos, somos "bons" a fazê-lo. Não andamos com telefone na mão a recrutar talentos noutros clubes, simplesmente treinamos os que querem fazer parte da nossa família. Os treinadores são os mesmos desde o início, também eles cresceram connosco nestes 10 anos. 

- Para além de alguns títulos distritais, há também muitos atletas que foram jogar para clubes maiores…
- Sim, é verdade. Mas, atenção, para mim, clubes maiores (com devido respeito pelos outros) somente Benfica, Porto e Sporting. O futebol de 7 não é nada mais do que o início de um processo, não faz sentido os atletas saírem para outros clubes. O que faz sentido é continuarem a crescer no seu clube, à excepção dos que têm hipótese de jogar no Benfica, Sporting ou Porto. Depois sim, no futebol de 11 tudo inicia de verdade e aqueles que aprenderam bem certamente terão futuro. No caso do Leão Altivo o facto de termos um protocolo com o meu clube de criança o Amora FC, tem sido um sucesso porque neste momento tem equipas a disputar campeonatos nacionais.


Pequenos talentos

- Antes de falar da relação existente entre o Leão Altivo e o Amora, fale-nos dos vossos pequenos talentos…
 - Do Leão Altivo já saíram Rúben Vinagre, Lisandro e Leandro Tipote, Diogo Carvalha, Pires, Dini, Flávio Nazinho, Diogo Aqueu, Rudri, etc, e todos os anos temos alguns dos nossos "bébes" a irem treinar ao Benfica e ao Sporting.

 - De todos os nomes, não se está a esquecer de nenhum, o Duarte Correia?
 - Sim, o Duarte (meu filho), é especial. Ele é filho do Leão Altivo, sente o Leão como ninguém, conhece todos os jogadores e foi um bico de obra para deixar o clube. Ele neste momento está no Sporting, mas é muito novo. O que quero é que se divirta e cresça de uma forma saudável, pois o futebol ensina muitas coisas para a vida.

 - Sim, mas sabemos que ele é um craque e que teve muitas propostas?
 - É verdade, teve também propostas do Benfica, Porto, Real Madrid e Arsenal, mas não penso que seja craque. É bom jogador, igual aos imensos bons jogadores que estes clubes têm. Como lhe disse anteriormente, é muito novo e não vamos alimentar sonhos.


Pretendemos continuar a crescer


- Mas voltemos então à parceria entre o Leão Altivo e o Amora.
 - A parceria estabelecida pela Friends é um sucesso e depois de nós já outros clubes replicaram a ideia. O Amora neste momento é um gigante no distrito. No futuro pretendemos continuar a crescer no futebol de 11. Se o Amora e o Leão Altivo tiverem iniciados A e B, Juvenis A e B e Juniores A e B é sinal que temos resposta competitiva no futebol de 11 para todos os atletas que iniciaram connosco o projecto de 7 no Leão Altivo e no Amora. Se no futebol 7 o Amora e o Leão Altivo podem crescer isoladamente cada um com as crianças que lhes vão chegando nas suas zonas de influência, no futebol de 11 podem os atletas que revelam mais capacidades transitar para Amora Futebol Clube que disputa campeonatos nacionais e títulos distritais e todos os outros continuarem a fazer a sua prática desportiva no futebol de 11 em equipas do Leão Altivo nos campeonatos distritais da 2.ª e 3.ª Divisão.

 - E não precisará para isso o Leão Altivo de um campo de futebol de 11?
 - Sim, no futuro será fundamental. No entanto, que fique o reparo, para continuar a parceria com Amora ainda com mais força e não para crescer sozinho. Com um campo de futebol de 11 podemos ter espaço para sustentar o projecto. Posso mesmo adiantar que neste momento já solicitei à CM Seixal e JF Corroios uma reunião para falarmos sobre esse tema.

 - Sabendo que não gosta de dar entrevistas, só me resta agradecer a sua disponibilidade que teve para connosco!
 - Quem agradece sou eu. Não é uma questão de não gostar de dar entrevistas; é uma questão de dar a entrevista no momento certo. Em breve faremos um almoço comemorativo do 10.º aniversário do Leão Altivo onde contaremos com a presença de várias entidades e logicamente que o amigo Pina está desde já convidado.

Share on Google Plus