DESPORTIVO FABRIL»» Ninguém quer abrir o jogo - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

30 de janeiro de 2019

DESPORTIVO FABRIL»» Ninguém quer abrir o jogo


SAÍDA DE JORGE PRAZERES CONTINUA POR EXPLICAR

O técnico prefere por agora não falar sobre o assunto e o clube não respondeu às nossas tentativas de contacto. Por saber está também quem vai ser o novo treinador da equipa que lidera de forma destacada o campeonato.

O Grupo Desportivo Fabril, que no dia 27 de Janeiro completou 82 anos de existência, foi alvo de uma situação pouco comum no futebol, a saída do treinador principal da sua equipa de futebol numa altura em que comanda isolado o campeonato distrital da 1.ª divisão, com nove pontos de vantagem sobre o segundo classificado e com um impressionante registo de 12 vitórias consecutivas.

O anúncio da saída de Jorge Prazeres foi comunicado pelo próprio na sua página do facebook, pouco depois de ter terminado o jogo disputado, em Cacilhas, com o Beira Mar de Almada.

“Grato a todos os que me acompanharam nesta etapa, em especial a minha equipa técnica e ao grupo de trabalho fantástico com quem partilhei estes últimos 6 meses, alcançando 12 vitórias consecutivas, 1 empate e 1 derrota no campeonato, 5 vitórias na Taça AFS e um empate (eliminado nas gp).

Fico a torcer para que sejam campeões, objectivo para o qual tem demostrado uma grande vontade e compromisso de atingir.

Grato ao presidente Faustino Mestre pela oportunidade de representar um clube com esta dimensão e história”, foi esta a mensagem deixada por Jorge Prazeres que já não se sentou no banco.


Com o objectivo de esclarecer a situação contactámos Jorge Prazeres que confirmou a sua saída sem adiantar pormenores sobre o que se passou, adiantando apenas que a decisão foi tomada “à hora do almoço”.

O nosso jornal tentou também contactar o presidente do Grupo Desportivo Fabril para obter o ponto de vista do clube sobre o assunto mas até à hora do fecho desta edição as tentativas foram infrutíferas.

Desta forma ficam por explicar as razões que causaram o divórcio de um casamento que tinha tudo para dar certo, tendo em conta a excelente campanha que a equipa tem vindo a fazer no campeonato, onde se apresenta cada vez mais como principal favorito à vitória final.

Por saber fica também qual vai ser a solução encontrada para comandar a equipa que, para já, vai trabalhando com toda a sua estrutura, à excepção de Jorge Prazeres.    

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here