MOITA Campeonato da Europa de Tamburello - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

31 de janeiro de 2019

MOITA Campeonato da Europa de Tamburello


Esta foi a primeira grande competição realizada em Portugal…


PARTICIPARAM 23 CLUBES E CERCA DE 200 ATLETAS DE TODA A EUROPA


A Associação de Moradores do Bairro Novo da Moita alcançou o 5.º lugar masculino e o 11.º feminino. De destacar será também a presença de muito público nos três pavilhões onda a competição se realizou.


No passado fim-de-semana decorreu na Moita o Campeonato Europeu de Tamburello que contou com a participação de 23 clubes de toda a Europa e cerca de 200 atletas. Portugal esteve representado pela equipa da Associação de Moradores do Bairro Novo da Moita, que alcançou o 5.º lugar masculino, a melhor participação lusa de sempre, e o 11.º lugar feminino, na sua primeira presença.

As vitórias sorriram aos franceses do Cournoterral em masculinos e também às francesas do Paulhan. Durante os três dias será de destacar o muito público que se deslocou aos três pavilhões naquilo que foi uma grande jornada de divulgação da modalidade, um desporto que ainda não tem grande popularidade em Portugal mas que vem ganhando o seu espaço.


Com este 5.º lugar europeu a AMBN Moita assume assim um papel importante no panorama mundial da modalidade fruto de um trabalho que começa cedo, desde os escalões de formação. Esta foi a primeira vez que uma grande competição da modalidade parecida com o ténis se jogou em Portugal.

André Pagaime, presidente da Associação Portuguesa de Pelota, que regula as modalidades da Pelota e Tamburello, no final do campeonato mostrava-se bastante satisfeito pela forma como tudo decorreu.


“Foi bastante importante mostrar a nossa modalidade e aquilo que fazíamos. Sentíamos que o nosso trabalho estava escondido e foi importante para poder mostrar o nosso trabalho e a importância que a modalidade tem lá fora, bem como o profissionalismo das equipas participantes. Outro dado importante foram as partidas realizadas nas duas escolas que tiveram cerca de 1000 pessoas a assistir fazendo assim a melhor promoção possível da modalidade”.

André Pagaime fez ainda questão de salientar que tudo isto se tornou viável “graças ao poder autárquico e a toda a estrutura da AMBN. Sem eles não seria possível organizar um evento de tão grande dimensão”.

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here