FAIR PLAY»» Atitude louvável em jogo de juniores na AF Setúbal


Aconteceu no Alvaladense – Os Amarelos…

ALVALADENSE SÓ TINHA OITO JOGADORES DISPONÍVEIS E “OS AMARELOS” ENTRARAM EM CAMPO COM O MESMO NÚMERO DE JOGADORES

Em resultado de uma significativa onda de atletas lesionados e outros ausentes, de um plantel que contou mais de 20 futebolistas inscritos, a equipa do Futebol Clube Alvaladense entrou em campo, este sábado, para o jogo que contou para fechar as contas do Campeonato Distrital da AF Setúbal da 2.ª Divisão de Juniores, com apenas… oito jogadores.

Mas, no outro lado, o adversário espelhou o mesmo equilíbrio de forças, apresentando-se, com igual número de jogadores no arranque da partida.
Foi assim, na sequência da indicação do treinador da equipa do GD “Os Amarelos”, que perante as limitações do conjunto alvaladense não hesitou em tomar uma atitude de assinalável fair play, que justifica o aplauso dos adeptos do futebol e do desporto em geral.



“Só tínhamos mesmo aqueles. Não posso deixar de registar e louvar a atitude do treinador do GD “Os Amarelos” pela tomada de posição, a qual reconhecemos e serve de exemplo daquilo que é um gesto de fair play, no escalão superior do processo formativo”, elogiou José Costa, responsável da estrutura do futebol formativo do clube de Alvalade-Sado.

Na origem da tomada de posição do adversário esteve Coentro Faria, experiente treinador do nosso futebol, agora ao serviço do emblema setubalense do GD “Os Amarelos”, para quem a acção demonstrada “foi a melhor decisão”.

“Considerámos, desde logo que nos foi informada a situação do adversário, que não era justo entrar em campo com 11 jogadores. Assumimos com o Alvaladense que também entraríamos em campo com oito e demos conta disso mesmo ao árbitro da partida”, começou por explicar Coentro Faria.

O treinador que na sua longa experiência de ligação ao futebol “nunca tinha estado perante um cenário semelhante”, não hesitou em tomar a “melhor decisão”. “Achei que era naturalmente justo jogar de igual para igual. Seria uma falta de respeito, não assumirmos esta posição”, defendeu Coentro Faria, que em nome do GD “Os Amarelos”, deu um verdadeiro exemplo de fair play que “deveria ser uma atitude normal no futebol”.

A AF Setúbal reconhece, com particular saudação, o gesto promovido pelo treinador e demais elementos da equipa do GD “Os Amarelos”, o qual deverá ser motivo de partilha e demonstração exemplar pelo futebol positivo.
O resultado é o que menos interessa nesta situação mas por curiosidade aqui fica: Alvaladense 1 “Os Amarelos “ 15.

Fonte: AF Setúbal


Share on Google Plus