1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» AMORA 2 PALMELENSE 0

Palmelense não criou qualquer tipo de problemas

SEXTA VITÓRIA CONSECUTIVA COLOCA AMORA NO TERCEIRO LUGAR

O Amora derrotou sem qualquer margem para dúvidas o Palmelense por 2-0 e com os pontos conquistados subiu ao terceiro lugar da tabela classificativa ultrapassando o Almada que não foi além de um empate na sua deslocação ao Vale da Amoreira, onde defrontou o Banheirense.

Na Medideira, o Amora instalou-se no meio campo adversário logo após o apito inicial do árbitro e assumiu por completo o jogo dispondo de duas boas ocasiões para marcar sendo a mais flagrante desperdiçada por Carlitos. O Palmelense, somente aos 12 minutos conseguiu chegar próximo da baliza de Fábio Paulo na cobrança de um pontapé de canto que acabou por dar origem ao primeiro golo do Amora. A bola, afastada pela defensiva da equipa da casa, foi colocada na esquerda do seu ataque onde apareceu isolado Hugo Graça que atirou para defesa incompleta do guarda-redes do Palmelense que seria depois aproveitada por David Rodrigues para inaugurar o marcador. Pouco tempo depois, Joca obrigou Gustavo a defesa apertada e o jogo foi decorrendo sempre com sinal mais do Amora até ao intervalo.

Na segunda parte, o Palmelense deu mostras de querer assumir o comando do jogo mas a partir dos 50 minutos tudo voltou à primeira forma. O Amora voltou a carregar no acelerador com David Rodrigues e Carlitos a desperdiçarem mais duas excelentes oportunidades e Pedro Pereira a atirar à barra. O Palmelense procurava jogar o jogo pelo jogo mas mostrava-se praticamente inofensivo no ataque. Aos 64 minutos, Carlitos num excelente golpe de cabeça, após cruzamento efectuado por Pedro Pereira do lado esquerdo, aumentou a vantagem para 2-0 e mais golos poderiam ter acontecido até ao final sendo de registar aos 88 minutos uma belíssima escapada de Lorete pela direita que só não resultou em golo porque Carlitos desperdiçou de forma incrível. Depois, já em período de compensação o Palmelense viu um golo ser anulado por fora-de-jogo.

No próximo domingo, o Amora recebe o Comércio e Indústria em jogo a contar para a 4.ª jornada que se encontra em atraso.

Fábio Varanda esteve bem praticamente durante todo o encontro. Tentou retardar ao máximo a amostragem de cartões e actuou sempre com muita serenidade. Na segunda parte porém foi obrigado a agir. Algumas decisões tomadas pelos seus auxiliares nos foras-de-jogo causaram entretanto alguma exaltação junto dos amorenses.


REPORTAGEM


PEDRO AMORA, treinador do Amora:

“Foi um jogo que controlámos de princípio ao fim”

Foi uma vitória tranquila. Entrámos bem no jogo e fizemos logo o golo. Depois o Palmelense com um estilo de jogo mais pausado tentou quebrar o ritmo e nós fomos um pouco na conversa até ao intervalo. Na segunda parte voltámos a entrar bem e o segundo golo só não surgiu mais cedo por culpa da equipa de arbitragem que mais uma vez esteve ao nível que já nos habituou. De qualquer forma, foi um jogo que controlámos de princípio ao fim. Poderíamos ter feito mais golos mas mesmo assim a equipa está de parabéns porque alcançou a vitória que nos permitiu chegar ao terceiro lugar. Agora, o que pretendemos é alcançar o máximo de pontos possível, jogo a jogo, para depois fazermos as contas no fim. Não sendo um objectivo subir de divisão, se as coisas se proporcionarem não vamos dizer que não”.



VÍTOR HUGO, vice-presidente do Palmelense:

“Estivemos um pouco abaixo do que poderíamos ter feito”

Para o Palmelense foi um jogo complicado porque defrontámos uma equipa que está acima de nós e que pratica bom futebol. Procurámos alcançar outro resultado mas não conseguimos porque estivemos um pouco abaixo do que poderíamos ter feito. A vitória assenta bem ao Amora, não há nada a dizer. Lutámos até ao fim porque até ao último minuto há sempre jogo. Em termos de campeonato poderíamos ter mais um ou outro ponto sobretudo em casa mas no fundo tudo está a decorrer dentro das nossas expectativas”.



FICHA DO JOGO

Jogo no Estádio da Medideira, em Amora
ÁRBITRO: Fábio Varanda (Núcleo do Barreiro), auxiliado por André Guerreiro e Miguel Neto

AMORA: Fábio Paulo; Lacão, Freire, David Martins, Jandir (Filipe Pires, 77’); Maside, Pedro Pereira (Lorete, 69’), Hugo Graça; Joca (Domingos, 86’), David Rodrigues e Carlitos.
Suplentes não utilizados: Pombo, Tiago, Alex e Queijo.
TREINADOR: Pedro Amora

PALMELENSE: Gustavo; Fabinho, Paulo Sousa (Costinha, 62’), Samuel, Grilo; Pombo, Toninho (Jouberth, 45’), Nelson (Hurreta, 78), Cortez; Rodrigues e Kiko.
Suplentes não utilizados: Neves, Pedrinho, Diogo e Paulo.
TREINADOR: Ismael Silva

Ao intervalo: 1-0
Marcadores: 1-0, David Rodrigues (13’); 2-0, Carlitos (64’).
Disciplina: cartão amarelo para Nelson (68’), Cortez (76’), Joca (81’), Costinha (84’)
Share on Google Plus