1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» GRANDOLENSE 0 ALMADA 1

Grandolense não foi capaz de dar a volta ao jogo

Cirilo sentenciou a partida com um golo marcado aos seis minutos

O Almada, depois de três empates consecutivos contra o Monte de Caparica, Banheirense e Palmelense, regressou às vitórias exactamente em Grândola contra a equipa local, por 1-0, com um golo obtidos por Cirilo logo aos seis minutos de jogo, na sequência de uma jogada de ataque da sua equipa.

A formação alentejana bem tentou dar a volta ao jogo mas os almadenses que jogaram sempre com muita concentração não permitiram que isso viesse a acontecer. Aliás, importa referir que o Almada é até agora a única equipa que não sofreu qualquer derrota na condição de visitante. Nos oito jogos que realizou nessa condição tem quatro vitórias e outros tantos empates.

Importa ainda referir que o jogo teve apenas um golo, mais alguns poderiam ter acontecido não fosse a excelente intervenção dos dois guarda-redes, primeiro Washington (Grandolense) e depois quase no fim Fábio Carvalho (Almada).

No final da primeira volta, a equipa de Grândola que apresenta um registo melhor em terreno alheio [onde já obteve cinco vitórias] que em casa encontra-se em quinto lugar a onze pontos de distância do primeiro e o Almada está na posição imediatamente acima com apenas menos um ponto que o Amora [3.º classificado], menos cinco que o Alcochetense e menos sete que o Desp. Fabril que se pode dizer é o campeão da segunda volta.

Na próxima jornada, o Fabril recebe o Grandolense e o Almada desloca-se a Alcochete para aquele que será o jogo da jornada.


ANTÓNIO GOMES, treinador do Grandolense:

“Não tivemos discernimento nem cabeça para dar a volta ao jogo

Mais uma vez pecámos por entrar mal no jogo ao facilitarmos no lance do golo que não trazia grande perigo para a nossa baliza. Ainda havia muito tempo para recuperar mas não tivemos cabeça porque fazíamos tudo de forma muito precipitada. O Almada, depois de se colocar em vantagem conseguiu defender bem e somente de forma esporádica nos incomodou. Nós tivemos sempre o domínio do jogo mas não conseguimos o que queríamos porque a partir de certa altura o jogo se tornou muito quezilento e teve muitas paragens. No Almada estão alguns jogadores que jogaram aqui no Grandolense e isso originou algum frisson que obrigou o árbitro a agir disciplinarmente com a amostragem de cartões amarelos. Mas, é como digo, não tivemos discernimento nem cabeça para dar a volta ao jogo que até nem estava difícil. Fomos atrás das quezílias e deu no que deu. Mesmo assim, quase no fim estivemos à beira do empate mas o guarda-redes não permitiu porque fez uma grande defesa”.



ÉLIO SANTOS, treinador do Almada:

“A equipa entrou muito personalizada”

A equipa entrou muito personalizada, sempre com linhas muito subidas a pressionar o adversário e nunca deixámos o Grandolense sair a jogar. Estivemos muito bem no meio campo adversário e depois o golo marcado cedo também nos ajudou um pouco a controlar o jogo. Quando tivemos que baixar defensivamente nunca deixámos de controlar a situação. A primeira parte foi quase totalmente controlada por nós. Na segunda parte, o Grandolense entrou muito mais agressivo praticando um futebol mais directo que nos obrigou a controlar melhor as hostes para sair mais em ataque rápido e contra-ataque e acabámos também por criar duas ou três oportunidades. A acção do Chaves e do Dinis a meio campo foi muito importante. Tivemos ainda dois lances muito bons do Fábio Nunes que nos poderiam ter dado o segundo golo e um outro do Paulo Tavares que isolado atirou para uma defesa fantástica do guarda-redes adversário. Depois, na parte final sofremos um bocadinho com o tipo de futebol praticado pelo adversário mas nunca perdemos o controlo do jogo embora o Grandolense já na compensação (aos 90+4’) tenha criado uma grande oportunidade para empatar. Valeu aqui a excelente intervenção do Fábio Carvalho que fez a defesa da tarde”.


FICHA DO JOGO

Jogo no Estádio Municipal, em Grândola
ÁRBITRO: Sérgio Lobo (Núcleo de Almada / Seixal)

GRANDOLENSE: Washington; Ni, Paulo Santos, Marco Soares, Mico (Calado, 85’); Besugo, Borges (Gonçalo Oliveira, 45’), Diogo; Wilson, Cajó e Fábio (Idy, 45’),
TREINADOR: António Gomes

ALMADA: Fábio Carvalho; Bruno Pais (Carlos Soares, 70’), Pedro Henriques, Bruno Mareco, Chiquinho; Dinis, Chaves, Cirilo; Paulo Tavares (Paul, 65’), Fabinho (Nicolau, 75’) e Fábio Nunes.
TREINADOR: Élio Santos

Ao intervalo: 0-1
Marcadores: 0-1, Cirilo (6’).
Share on Google Plus