JUVENIS»» Benfica 5 Marítimo 1

Aos cinco minutos já ganhava por 2-0

Águias foram simplesmente demolidoras na primeira parte

O Benfica, com uma exibição bastante convincente, onde foi notória a qualidade técnica dos seus jogadores, que protagonizaram jogadas de nível bastante elevado, não deu qualquer hipótese ao Marítimo na partida que ambos disputaram relativa à 5.ª jornada da segunda fase do Campeonato Nacional de Juvenis.

Com uma defesa muito coesa, um meio campo bastante criativo e uma linha avançada completamente demolidora, os encarnados aniquilaram por completo um adversário que facilitou bastante sobretudo nos momentos iniciais da partida, período em que sofreu dois golos no espaço de um minuto. O primeiro marcado de cabeça ao quarto minuto de jogo por Fábio Novo que concluiu com êxito um cruzamento efectuado do lado esquerdo do seu ataque e o segundo, no minuto seguinte, por Gonçalo Rodrigues [Guga] após assistência de Aurélio Buta. Foi na verdade uma entrada de rompante dos benfiquistas que logo a seguir desperdiçaram uma excelente oportunidade para dilatarem o marcador quando Renato Sanches (7’) completamente sozinho, sem ninguém na baliza, atirou para fora. A equipa insular sempre que podia tentava o contra-ataque e num desses lances acabou por ver o seu esforço compensado com a obtenção de um golo por Jesus Daniel que colocou então o marcador em 2-1. Os comandados de Renato Paiva reagiram de imediato e, fruto de uma acção ofensiva bastante acentuada, conseguiram dilatar o marcador até ao intervalo para 4-1 com mais dois golos assinados por João Escoval que se antecipou de cabeça ao guarda-redes contrário aos 20 minutos e outra vez por Fábio Novo, após excelente jogada individual (25’).

Na segunda parte o jogo baixou de intensidade e as oportunidades de golo foram mais escassas embora o Benfica tivesse continuado sempre a impor o ritmo de jogo, mesmo após as alterações efectuadas. Um golo, obtido pelo capitão Pedro Amaral, depois de excelente trabalho de Guga, foi quanto rendeu a segunda metade da partida que só terminou com o resultado de 5-1 porque Fábio Novo não conseguiu concretizar uma boa ocasião que lhe poderia ter dado o hat-trick, na partida, aos 67 minutos.


A OPINIÃO DOS TREINADORES:


Renato Paiva, treinador do Benfica:
“Entrámos com uma grande dinâmica e fomos muito fortes desde o início. Os dois golos que marcámos logo nos primeiros minutos facilitaram bastante a nossa tarefa. Na primeira parte, foi das melhores exibições que realizámos esta época. O resultado é inteiramente merecido”.


Carlos Graça, treinador do Marítimo:
“Entrámos mal no jogo, demos muito espaço, não fomos agressivos e deixámos o adversário jogar à sua maneira. Ficou bem patente a diferença do ritmo competitivo que existe entre as duas equipas. Serviu de aprendizagem. Com mais dois ou três jogos a equipa irá apresentar-se melhor”.


                    FICHA DO JOGO

5 BENFICA       
MARÍTIMO 1    
Campo N.º 1 da Caixa Futebol Campus, no Seixal
Árbitro: Fábio Piló (Leiria)
Auxiliares: Bruno Vicente e Vasco Marques

EQUIPAS
Fábio Duarte
Rui Capela
João Coelho
Paulo Camacho
Francisco Ferreira
Afonso Bento
João Escoval
Nelson Ferreira
Pedro Amaral
Alexandre Mendez
Francisco Rodrigues
André Teles
Diogo Gonçalves
(Atair Mimito, 56’)
João Marcolino
      Gonçalo Rodrigues
(Miguel Domingues, 65’)
Henrique Gonçalves
(Pedro Freitas, 75’)
Fábio Novo

Midana Poquena
(Pedro Silva, 70’)
Renato Sanches
Afonso Andrade
Aurélio Buta
(António Antunes, 56’
Jesus Daniel
(Carlos Diogo, 53’)
TREINADORES
Renato Paiva
Carlos Graça
Ao intervalo: 4-1
Marcador: 1-0, Fábio Novo (4’); 2-0, Gonçalo Rodrigues (5’); 2-1, Jesus Daniel (15’); 3-1, João Escoval (20’); 4-1, Fábio Novo (25’); 5-1, Pedro Amaral (48’).
Disciplina: nada a registar









Share on Google Plus