1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» GRANDOLENSE 0 DESP. FABRIL 3

Marcado nos primeiros segundos do jogo

Desportivo Fabril abre a contagem com golo supersónico…


O jogo era aguardado com grande expectativa porque se defrontavam duas das equipas melhores classificadas do campeonato. Devido à boa prestação da equipa da casa previa-se que o líder passasse um mau bocado em Grândola mas curiosamente não foi nada disso que acontecer porque o Desportivo Fabril venceu de forma categórica o seu adversário por três bolas a zero.

E, as coisas não poderiam ter começado melhor para a equipa do Lavradio que, a jogar contra o vento, se adiantou no marcador logo nos primeiros segundos da partida logo após o pontapé de saída, com um golo marcado pelo lateral direito, Casaca. A equipa alentejana foi apanhada de surpresa e quando ainda não estava totalmente refeita da situação acabou por sofrer o segundo golo, por Banana, aos 14 minutos. Depois, com o decorrer do tempo o Grandolense conseguiu equilibrar e a partir sensivelmente dos 25 minutos ganhou algum ascendente ficando por cima no jogo, até ao intervalo.

Na segunda parte, a equipa de Grândola entrou mais forte na tentativa de atenuar a desvantagem mas o Desportivo Fabril sempre com o jogo controlado não só permitiu que isso não tivesse acontecido como ainda ampliou o resultado para 3-0 numa rápida transição ofensiva concluída por intermédio de Joel, aos 75 minutos. Apesar do natural desânimo, os jogadores do Grandolense foram lutando até ao fim na procura do tento de honra mas não conseguiram, saindo assim do desafio com uma derrota bastante pesada que certamente não estaria nas suas previsões.

Com o triunfo conseguido, o Desportivo Fabril manteve a sua posição de líder com mais dois pontos que o Alcochetense e mais quatro que o Amora. O Grandolense continua no quinto lugar com menos um ponto que o Almada.

Na próxima jornada, o Grandolense volta a jogar em casa desta vez com o Almada, acontecendo o mesmo com a formação do Lavradio que recebe no Estádio Alfredo da Silva o Alfarim.


A OPINIÃO DOS TREINADORES


ANTÓNIO GOMES, treinador do Grandolense:

“Demos o ouro ao bandido”

“Foi um dia terrível de tempestade. Na bola de saída o Fabril coloca-se em vantagem aos 30 segundos de jogo sem nós praticamente termos tocado na bola. Pouco depois, numa desatenção da nossa defesa surge o 2-0, resultado que se manteve até ao intervalo, num jogo equilibrado onde nós tivemos sempre mais posse de bola. O Fabril apanhou-se a ganhar e fez o seu jogo como é normal, fechou-se bem na defesa e conseguiu fazer o terceiro golo já na segunda parte que acabou praticamente com o jogo porque com uma desvantagem tão grade era muito difícil recuperar, ainda para mais com o temporal que estava A jogar contra o vento e com tanta água, não conseguimos fazer melhor. Tivemos sempre mais posse de bola mas eles no contra-ataque decidiram o jogo. Não dava para praticar bom futebol mas eles adaptaram-se melhor e aproveitaram bem as oportunidades que tiveram. Demos o ouro ao bandido e quando assim acontece tudo se torna mais complicado”.


MANUEL CORREIA, treinador do Desp. Fabril:

“Os jogadores foram fantásticos na forma como interpretaram o jogo”


“Preparámos bem o jogo e mesmo a jogar contra o vento conseguimos ganhar vantagem. Depois, na segunda parte, foi só gerir o resultado e tentar ampliá-lo em transições rápidas, como veio a acontecer. Tivemos logo a seguir uma outra situação em que o Banana poderia ter marcado, quando apareceu isolado perante o guarda-redes adversário. Depois, conseguimos fazer o 2-0 e as coisas tornaram-se mas fáceis. De qualquer forma, gostaria de dizer que a estratégia passava por ganhar vantagem na primeira parte porque estávamos contra o vento e na segunda parte seria mais fácil defender. Penso que o desfecho acaba por ser justo porque fomos a equipa que criou mais oportunidades. Jogámos contra uma boa equipa e isso valorizou ainda mais a nossa vitória. Tenho que salientar também o desempenho dos meus jogadores que foram fantásticos na forma como interpretaram o jogo. De resto, importa salientar que este é um campeonato que vai ser disputado mesmo até ao fim porque tem boas equipas. O facto de ter sido abolida a 3.ª Divisão veio fazer com que este campeonato se tornasse mais disputado e mais renhido. Em minha opinião, existem realmente quatro, cinco ou, até mesmo, seis equipas que poderão lutar pelo título”. 


FICHA DO JOGO

Jogo no Estádio Municipal, em Grândola
ÁRBITRO: Sílvia Domingos (Núcleo de Almada / Seixal)

GRANDOLENSE: Washington; Ni, Paulo Santos, Marco Soares, Mico; Diogo (Idy, 45’), Borges, Besugo; Fábio (Calado, 70’), Cajó e Wilson,
TREINADOR: António Gomes

DESP. FABRIL: Carlos; Casaca, Mário Loja, Conceição, Letras (Adérito, 80’); Espanta, Mário Jorge, Miguel Pimenta; Nuno Nascimento (Lampreia, 58’), Joel e Banana (Serginho, 75’).
TREINADOR: Manuel Correia

Ao intervalo: 0-2
Marcadores: 0-1, Casaca (30 segundos); 0-2, Banana (14’); 0-3, Joel (75’)
Share on Google Plus