C. PIEDADE»» Sérgio Bóris na antevisão ao jogo com o Almodôvar - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

28 de fevereiro de 2014

C. PIEDADE»» Sérgio Bóris na antevisão ao jogo com o Almodôvar

Ganhar é o único resultado que interessa…

“Temos que ser sérios, respeitar o adversário e fazer o que nos compete”

O Cova da Piedade recebe no próximo domingo no Estádio Municipal José Martins Vieira o Almodôvar em jogo relativo à 3.ª jornada da Série H da fase de manutenção e descidas do Campeonato Nacional de Seniores.

Este é um jogo em que, pela força das circunstâncias, a equipa da casa tem obrigatoriamente que ganhar sob pena de complicar bastante a concretização do seu objectivo que passa naturalmente pela manutenção.

A equipa orientada por Sérgio Bóris que partiu para esta fase em segundo lugar encontra-se actualmente na sexta posição com os mesmos pontos que Louletano e Barreirense porque nos dois jogos efectuados ainda não conseguiu vencer qualquer adversário.

O empate em casa com o U. Montemor e a derrota sofrida em Lagos, num jogo em que os piedenses se queixam de uma arbitragem tendenciosa, motivaram a queda da equipa para uma posição nada condizente com o seu real valor. Mas, se nesta altura a posição é incómoda ela poderá melhorar substancialmente já no próximo domingo em caso de vitória porque a diferença pontual para o primeiro lugar é de apenas três pontos e pelo meio há um confronto entre duas equipas que estão à sua frente [Louletano – Quarteirense].

A série está muito equilibrada e por isso há que tentar amealhar o maior número de pontos possíveis. E este talvez seja o jogo ideal para tentar recuperar o espaço perdido porque o favoritismo recai nitidamente para a equipa da casa que defronta uma das principais candidatas à despromoção e uma das equipas mais frágeis da competição que terminou a fase regular com o segundo ataque menos concretizador e com a defesa mais batida.

Mas, o que pensará Sérgio Bóris sobre o jogo. Foi o que procurámos saber na conversa que tivemos.

“Depois de domingo ainda teremos mais 11 jogos pela frente”

Quais são as perspectivas para o jogo de domingo?
É um jogo contra uma equipa que tem mais valor do que aquilo que os pontos possam fazer pensar. Nada tem a perder e virá certamente à Cova da Piedade discutir o jogo. Nós, temos que ser sérios, respeitar o adversário e fazer o que nos compete para voltarmos as vitórias.

Este é um jogo onde é obrigatório ganhar...
É importante ganhar na perspectiva em que se o conseguirmos deixamos o Almodôvar a 10 pontos e, certamente, devido aos outros jogos, subiremos na tabela. Mas, aconteça o que acontecer, nada ficará decidido. Depois de domingo ainda teremos mais 11 jogos pela frente. Como tal, será um jogo importante mas nada tem de decisivo.

Com a derrota da jornada anterior a equipa caiu para uma posição incómoda. Isso começa a preocupar ou não?
Estamos com alguma margem para os dois que descem automaticamente e com os mesmos pontos que duas outras equipas na zona da liguilha mas também não é menos verdade que estamos apenas a três pontos de quem lidera a série. Portanto, ainda há muito para jogar. Acreditamos que iremos atingir o objectivo definido por todos desde o primeiro dia.

Em Lagos a arbitragem foi tendenciosa, tem medo que situações destas se voltem a repetir?
Em Lagos tivemos uma equipa de arbitragem do Algarve, o que só por si não me parece correcto. No entanto, só me quero focar no que podemos controlar. Isso sim, para nós importante. Se o fizermos, estaremos sempre mais perto de ganhar. Investirmos as nossas energias no que faz o árbitro, é fugirmos do nosso principal foco, atitude, querer, concentração e qualidade no nosso jogo. É isto que nos pode levar à vitória. O árbitro fará o seu trabalho, nós faremos o nosso. Se fizermos bem o nosso trabalho nenhum árbitro nos tirará os três pontos.

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here