PALMELENSE»» Revoltado com as arbitragens

Jaime Margarido está desanimado com o que se está a passar…

“NESTE CAMPEONATO NÃO HÁ VERDADE DESPORTIVA PORQUE HÁ PESSOAS A INFLUENCIAREM OS RESULTADOS”

“Jogámos contra uma equipa que fisicamente será provavelmente a mais bem constituída deste campeonato. Mesmo assim, entrámos muito bem no jogo, conseguimos pressionar o adversário e conseguimos fazer um golo aos 24 minutos. Depois houve uma grande penalidade que toda a gente viu menos o árbitro, um jogador do Grandolense expulso e nós tivemos várias oportunidades para voltar a marcar, mas não conseguimos.
Na segunda parte o Grandolense com um jogador a menos fez futebol de contenção, tentou jogar no contra-ataque e na primeira vez que foi à nossa baliza chegou ao empate através de um penalti mal assinalado porque se tratou de um lance em que o nosso jogador tem o braço encostado ao longo do corpo, a bola foi chutada contra ele e o árbitro marcou penalti.
Fiquei chateado porque temos vindo a ser massacrados pelas arbitragens que têm errado sempre contra nós e isso vai fazendo mossa. Não sei se querem que o Palmelense desça de divisão mas o certo é que temos sido muito prejudicados, não vou dizer que seja de propósito, mas o que eu digo tem sido um facto”.
Exigida maior concentração
“Como disse o Grandolense empatou com aquele penalti, nós reagimos e criámos várias oportunidades mas entretanto ocorreu outra situação. O Karadas, que já tinha um cartão amarelo, enganou o árbitro fazendo uma simulação, este marca falta mas não lhe mostra o segundo cartão amarelo que dava a expulsão. E, como se isso não bastasse, depois de termos falhado mais algumas oportunidades, o tal jogador [que não devia estar em campo] marcou o golo da nossa derrota que foi injusta porque fomos prejudicados por terceiros.     
Não quero justificar as derrotas com os erros de arbitragem mas a verdade é nos sentimos injustiçados. Ainda na última jornada tivemos um jogador expulso por ter levado um cartão amarelo, o árbitro entendeu que era o segundo, expulsou-o, e nós ficámos prejudicados com isso.
O que eu peço é que os árbitros estejam mais concentrados no jogo e que não olhem para os clubes de acordo com a classificação, tem que haver igualdade para todos. Neste momento estou muito desanimado com este campeonato porque não há verdade desportiva e há pessoas a influenciarem os resultados.
Eu sei que posso ser prejudicado com estas declarações mas tenho que dizer o que me vai na alma. A nossa equipa é jovem, trabalha bem, está bem organizada e pratica bom futebol mas não pode andar sempre a ser prejudicada com tantos erros consecutivosOs árbitros têm que apitar sempre de forma igual em todos os jogos, independentemente do nome dos clubes”. 


Share on Google Plus