JUVENIS»» Benfica 4 Estoril 3 - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

26 de janeiro de 2020

JUVENIS»» Benfica 4 Estoril 3

Estoril chega por duas vezes ao empate…

GRANDE ESPECTÁCULO, MUITA EMOÇÃO E INCERTEZA ATÉ AO FIM


Benfica e Estoril proporcionaram um grande espectáculo de futebol que foi coroado com sete golos e prendeu o público até ao fim, devido à incerteza do resultado que se manteve sempre em aberto.
O Benfica entrou forte no jogo, exerceu algum domínio e criou algumas situações mas só conseguiu chegar ao golo aos 20 minutos por Guilherme Pio com um remate forte e bem colocado desferido à entrada da área.
O Estoril reagiu de forma positiva ao golo sofrido, assumiu o jogo durante algum tempo e deu muito que fazer ao sector mais recuado das águias mas estas acabaram por ir para o intervalo a vencer pela margem mínima.



Na segunda parte o jogo continuou a ser bem disputado pelas duas equipas mas aos 55 minutos, João Resende, aproveitando o deslize de um adversário, aumentou a vantagem para 2-0. Pensava-se que a vitória das águias era um dado adquirido, mas foi puro engano porque no espaço de dois minutos, a equipa da Linha conseguiu chegar ao empate com golos de Afonso Teixeira (68’) e Tomás Valas (70’). Oito minutos depois Miguel Pinto, com um ‘petardo’ do meio da rua colocou de novo o Benfica em vantagem mas na reposição da bola em jogo Armando Silva vendo o guarda-redes adiantado atirou directamente para o fundo da baliza e restabeleceu a igualdade que seria desfeita aos 88 minutos num cabeceamento de Guilherme Pio, que bisou, após cruzamento de João Tomé.
No final pode dizer-se que vitória do Benfica é justa mas valorizada pela excelente réplica dada pelo Estoril que nunca se deu por vencido e lutou sempre por um resultado diferente té ao fim.

TREINADORES…
Filipe Coelho (Benfica): “Foi um excelente jogo. Levámos alguns murros no estômago nos golos do empate mas conseguimos superar isso e acabámos por ser felizes, mas essa felicidade trouxe justiça ao resultado”.   

Blessing Lumueno (Estoril): “Demos uma boa réplica porque sentimos que temos capacidade para isso. Os jogadores tiveram uma reacção aos dois golos sofridos, voltámos a entrar no jogo e nunca desistimos”.

 

FICHA DO JOGO
Jogo no Benfica Campus, no Seixal
ARBITRO: Rui Madeira (Lisboa), auxiliado por João Campos e Filipe Gomes


BENFICA: Ricardo Ribeiro; José Muller, António Silva, Gustavo Mendonça, Martim Ferreira; Miguel Pinto (Manuel Campos, 81’), Guilherme Pio, Pedro Santos; João Tomé, Rodrigo Pereira (Rodrigo Matos, 59’) e João Resende (Luís Semedo, 64’).
Treinador: Filipe Coelho

ESTORIL: Diogo Dias; Diogo Brasido, João Freitas, Miguel Duarte, João Felício; Tomas Valas (Rafael Piteira, 87’), João Batista (Martim Alberto, 74’), João Costa (Armando Silva, 64’); Miguel Abecasis, Afonso Teixeira (Daniel Semedo, 87’) e Pedro Rocha (Ruben Furtado, 64’).
Treinador: Blessing Lumueno
Ao intervalo: 1-0
Marcadores: 1-0, Guilherme Pio (20’); 2-0, João Resende (55’); 2-1, Afonso Teixeira (68’); 2-2, Tomás Valas (70’); 3-2, Miguel Pinto (78’); 3-3, Armando Silva (79’); 4-3, Guilherme Pio (88’)

Disciplina: Nada a registar



Post Bottom Ad

Responsive Ads Here